Negócio de baixo investimento: Sebrae lista 7 áreas para começar

Uma das principais consequências trazidas pela pandemia de coronavírus em 2020 foi o aumento do desemprego. Com isso, as buscas por informações de como montar um negócio de baixo investimento na internet e no Sebrae aumentaram muito.

Iniciar um empreendimento de sucesso com pouco dinheiro não é uma coisa fácil de se fazer. Claro que existem alguns casos no mercado, nos quais diversos novos empreendedores se inspiram, mas a realidade, infelizmente, é bastante cruel.

Segundo os especialistas do mercado empresarial, um dos maiores problemas de quem inicia um negócio por necessidade e com baixo investimento, é justamente se inspirar nas histórias de sucesso e onde elas chegaram, e não em tudo que foi necessário para que elas tivessem esse fim.

Dificilmente esses novos empreendedores pesquisam a fundo todo o planejamento que houve por trás de uma grande empresa, e é exatamente aí que se encontra o “x” da questão. Em qualquer projeto de negócio, o planejamento é primordial, além de muita pesquisa relacionada ao mercado.

Para ajudar um pouco nesse segundo fator (mercado), o Sebrae listou quais as áreas profissionais que exigem menos valores de investimento para começar. Veja a seguir quais são elas e ao final mais algumas dicas que podem facilitar a empreitada de iniciar uma nova empresa.

7 áreas que exigem baixo investimento para começar

negócio de baixo investimento

Apesar de difícil, encontrar áreas de baixo investimento empresarial e com boas oportunidades de crescimento não é impossível.

Com a ascensão das compras online, uma das melhores chances de se investir hoje e conseguir bons lucros são justamente os negócios digitais. Além deles, os setores que exigem confecção manual também estão em alta.

Veja a seguir a lista montada pelo Sebrae.

1 – Concertos Domésticos

Para os profissionais com habilidades em reparos e serviços domésticos, essa é uma ótima oportunidade de negócio. Aliás, nos últimos anos, essa profissão de reparos gerais ganhou até um nome: “Marido de Aluguel”.

O investimento nessa área é basicamente com algumas ferramentas e transporte, que pode ser acrescido ao valor do serviço.

2 – Artesanato – Negócio de baixo investimento

O artesanato sempre teve um bom mercado, no entanto, cada vez mais pessoas buscam por peças únicas tanto para si quanto para presentear seus entes queridos.

Objetos de decoração, peças de vestuário, acessórios, artigos de enxoval, entre outros itens tem ótima aceitação no mercado.

3 – Doces e Refeições

Os delivery de alimentos nunca estiveram tão em alta quanto agora e com certeza o segmento de alimentação é um dos mais lucrativos.

Para garantir o baixo investimento do negócio, uma das opções é trabalhar apenas com encomendas, para vender doces ou marmitas, por exemplo. Dessa forma, compra-se e prepara-se apenas o que já tem saída garantida, evitando o desperdício de recursos.

4 – Aulas Online – Negócio de baixo investimento

Com mais pessoas em casa, o setor de aulas e cursos online também foi um dos que explodiu e essa tendência deve permanecer nos próximos anos.

Sendo assim, criar aulas online como de inglês, espanhol, reforço escolar, exercícios, entre outras pode ser uma ótima ideia de negócio.

Trabalhar como afiliado vendendo esse tipo de material, também apresenta boas oportunidades de ganhar dinheiro.

5 – Produtos infantis

Quem tem criança em casa costuma gastar bastante com a compra de produtos de vestuário e brinquedos. Por tanto, essa é uma ótima área para se investir.

Trabalhar com revenda de roupas infantis, aluguel ou venda de brinquedos, entre outros artigos para criança.

6 – Brechó Online – Negócio de baixo investimento

A venda de peças usadas e semi novas ganhou um novo conceito nos últimos anos, sendo muito buscadas por diversas pessoas preocupadas com um consumo de roupas mais sustentável.

Sendo assim, essa é mais uma área com grande potencial de crescimento e lucratividade.

A loja online pode ser montada tanto em e-commerce próprio, quanto nas redes sociais. Veja tudo o que é preciso para investir nesse segmento no nosso artigo Brechó Online: o guia completo para abrir o seu e ter sucesso.

7 – E-commerce em geral

Como dissemos, as vendas online já fazem parte da vida de grande parte dos consumidores. Sendo assim, investir em um e-commerce pode ser uma ótima ideia.

Você pode investir em algo que goste, que tenha bom conhecimento e claro, que apresente uma boa demanda.

Dessa forma, boas ideias de nichos são: produtos para animais, plantas, artesanato, decoração, entre outros.

Dicas para iniciar um negócio de baixo investimento e ter sucesso

Algumas das principais dicas para começar um negócio de baixo investimento e ser bem-sucedido, tem a ver com planejamento e investimento. Segundo os especialistas é importante:

  • Plano de NegócioNão é um documento tão simples de ser montado, mas ajuda muito a visualizar todas as necessidades, oportunidades e caminho a ser percorrido no negócio. Se não for mesmo possível criar um, ainda assim é imprescindível a criação de um planejamento simples.
  • Buscar conhecimento: Tanto sobre o mercado quanto conhecimento específico sobre negócios. Para isso é preciso ir atrás de cursos e especializações. No Sebrae é possível ter acesso a diversos desses cursos de forma online e gratuita.
  • Não investir muito em estrutura: Ao menos em um primeiro momento, se for possível, busque não realizar a contratação de funcionários. Montar um espaço de trabalho em casa e investir em ferramentas digitais gratuitas para atrais os clientes, também é uma ótima ideia.
  • Cogitar os meios digitais: Com valor de manutenção muito menor do que estabelecimentos físicos, as vendas digitais sem dúvidas devem ser seriamente cogitadas.

Veja também: Sebrae dá dicas para um Pet Shop de sucesso em 2021

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário