Montar Loja de Frios – Como iniciar, Investimentos e Dicas

O mercado alimentício é um setor que sempre tem procura e que conta com uma grande variedade de segmentos para investir. No Brasil, um dos principais tipos de empreendimentos para montar no comércio de alimentos é o modelo de loja de frios.

Entre os produtos oferecidos por uma loja de frios estão laticínios queijos e iogurtes, e pratos congelados, como lasanhas e pizzas. Além disso, esse tipo de comércio atende tanto o consumidor final, que leva o produto para consumo próprio, como proprietários de restaurantes e lanchonetes.

Sendo assim, montar uma loja de frios pode ser um negócio altamente rentável, caso o empreendedor saiba fazer um bom planejamento e investimento. A seguir, confira algumas informações importantes para iniciar o seu próprio negócio nesse mercado promissor.

montar loja de frios

Como montar uma loja de frios?

Publicidade

Assim como em qualquer outro negócio que você for montar, a primeira coisa a se fazer antes de abrir uma loja de frios é um minucioso plano de negócios.



Esta é uma etapa fundamental para ter sucesso com seu empreendimento, e para te ajudar com essa questão nós sugerimos este material do Sebrae. Trata-se de um guia com as principais orientações para elaborar um plano de negócios.

Em relação a uma loja de frios, uma das primeiras coisas a se atentar é a regularização do negócio. Por se tratar de um comércio de alimentos (frios, ainda por cima) há algumas exigências específicas para a loja ser regularizada.

Além dos procedimentos comuns de abertura de empresa, você também deve entrar em contato com a Prefeitura da sua cidade para conhecer as exigências para ter o alvará da Vigilância Sanitária. Para montar uma loja de frios, você deverá seguir algumas regras específicas em relação à estrutura e aos equipamentos da sua empresa.

Publicidade


Publicidade


Como essas legislações são municipais, ou seja, variam de uma cidade para outra, nós não podemos garantir para você quais são esses requisitos para regulamentação. Mas o ideal é pesquisar sobre essas exigências antes mesmo de elaborar o plano de negócios. Afinal, o plano deve incluir custos de investimento inicial e manutenção que você só poderá calcular quando conhecer os requisitos para regulamentação.

Defina seu público-alvo

Outra questão muito importante para se definir no seu plano de negócios é o público-alvo da sua loja de frios. Conforme já dissemos, este é um tipo de negócio que costuma atender tanto o consumidor final quanto outros estabelecimentos.

Publicidade

Mas e a estratégia da sua loja de frios, qual será? Você pretende priorizar um destes públicos ou atender ambos com o mesmo destaque? Não se preocupe, não estamos falando aqui em não dar atenção a um determinado público, mas de direcionar mais as ofertas para um deles.

Publicidade

Além disso, precisamos considerar que há vários perfis de consumidores finais, assim como também há de estabelecimentos. Você deve analisar, por exemplo, qual a média de faixa etária dos clientes de lojas de frios, o poder aquisitivo, se são famílias ou pessoas solteiras, e assim por diante.

No caso dos clientes empreendedores, avalie o tipo de estabelecimento que compra em loja de frios, o tamanho destas empresas, entre outras questões.

Percebe como a definição de público-alvo é algo complexo? Mas é um procedimento fundamental, pois com base nisso você define outras coisas para o seu estabelecimento, como a localidade, por exemplo. Afinal, a sua loja de frios precisa estar próxima dos seus clientes, ser um local acessível para eles.

Por isso, assim como o estudo do público-alvo deve levar em conta a sua região de atuação, a escolha do ponto comercial deve considerar a facilidade de acesso para este público.

Estrutura de uma loja de frios

Falando em localização, também é importante montar uma loja de frios em um ambiente adequado. O local escolhido deve ter espaço suficiente para suportar o tamanho planejado para sua empresa, ou seja, se o seu planejamento é voltado a atender um grande público, é importante evitar que os clientes fiquem espremidos na loja. Mas se a ideia é ter uma empresa pequena, ter espaço de sobra é um prejuízo.

Outra questão para se considerar em relação ao tamanho do espaço é a quantidade de equipamentos em uma loja de frios. Alguns destes equipamentos ocupam bastante espaço, portanto, pense que o local escolhido precisa comportar todos sem atrapalhar a movimentação de clientes.

Como em qualquer outro estabelecimento comercial, a sua loja irá precisar de balcões de atendimento e um espaço para área administrativa. Além disso, ela também deverá contar com equipamentos como:

  • Balcões frigoríficos;
  • Freezers;
  • Vitrines refrigeradas;
  • Cortadores de frios;
  • Balanças eletrônicas; entre outros.

Além disso, também é necessário incluir os custos com equipe de funcionários e estoque inicial, e também ter um valor para capital de giro. Em relação ao valor de investimento inicial para montar uma loja de frios, ele varia muito conforme o tamanho da empresa e a localidade, mas a média estipulada para este tipo de negócio é de aproximadamente R$ 50 mil.

Publicidade

Produtos e fornecedores

Voltando à questão do público-alvo, outra situação impactada diretamente pela sua definição é o catálogo de produtos oferecidos pela sua loja.

Por exemplo: se o seu foco principal maior for o consumidor final, então a prioridade de ofertas deve ser relacionada a produtos para consumo “caseiro”, como laticínios e pratos congelados. Mas se você pretende vender mais para estabelecimentos, é interessante contar com mais ofertas de produtos de atacado, como pacotes com grandes quantidades e embalagens maiores.

Publicidade

Se o seu público principal for restaurantes e lanchonetes, uma boa opção de produtos para venda são os salgados congelados. Aqui nós já falamos sobre alguns dos principais fornecedores de salgados congelados do país, aproveite para dar uma conferida.

Falando em fornecedores, as principais opções para uma loja de frios são parcerias diretamente com fabricantes e as distribuidoras de alimentos.

Entre as distribuidoras, podemos destacar empresas como Comercial Souza, Grupo Triunfante e IBD Distribuidora. Todas estas três marcas estão na nossa lista de distribuidoras de alimentos para supermercados, que também atendem outros empreendimentos do setor alimentício.

Mas como destacamos no texto sobre as distribuidoras de alimentos, a maior parte destas empresas atendem de forma regionalizada. Sendo assim, a melhor estratégia é procurar os melhores fornecedores do seu estado e região.

Felipe Matozo
Estudante de Jornalismo no Centro Universitário Internacional Uninter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

Deixe seu comentário