Programa revendedor Cacau Show cresce e já conta com 65 mil MEIs

Uma das principais redes de franquias do Brasil, a Cacau Show também conta com um programa para quem quer ser revendedor da marca. As vendas diretas da rede têm ganhado espaço durante a pandemia, e os planos da empresa é estender ainda mais a iniciativa.

Atualmente, a Cacau Show tem mais de 2 mil lojas espalhadas por todo o território brasileiro. Mas em quantidade de revendedores, o número é ainda maior: são mais de 65 mil profissionais de vendas diretas da marca.

A expectativa da rede é superar a marca de 70 mil revendedores até o final do ano, o que representa 20 mil a mais da quantidade registrada no início de 2020.

revendedor cacau show

Apesar de ser menos conhecido do que as lojas da franquia, o modelo de vendas diretas não é novidade para a marca. Na verdade, foi neste formato que nasceu a Cacau Show na década 1980, e as lojas surgiram só depois. Entretanto, as vendas diretas permaneceram adormecidas até meados de 2016, quando foram resgatadas.

Com a pandemia, a procura pelo programa de revendedor da Cacau Show foi intensificada. Segundo o diretor de novos canais da empresa, Daniel Roque, o fenômeno fez o modelo dobrar de tamanho nos últimos meses.

Por conta do crescimento acelerado, a estimativa da marca é que as vendas diretas sejam responsáveis por entre 5% e 6% do faturamento da rede em 2020. Até o momento, o valor corresponde a 6,2%, e para a 2021 há projeções de que ele supere a marca de 8,5%. Para os próximos anos, a ambição é ainda maior: alcançar de 15% a 20% até 2024.

Leia também

De acordo com Roque, a marca está próxima de atingir índices de vendas gerais anteriores à pandemia, muito em conta dos resultados das vendas diretas. O canal foi um dos principais responsáveis por levar produtos Cacau Show até a casa dos clientes, inclusive na Páscoa.

E o crescimento das vendas diretas da Cacau Show neste ano não é exceção. Durante a pandemia, o setor cresceu com a ajuda da internet em variados segmentos de atuação das revendas. Além disso, o Brasil ostenta o título de sexto maior mercado de vendas diretas do mundo, segundo dados da World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA).

Só em 2019, os revendedores movimentaram mais de R$ 45 bilhões no Brasil, sendo que o país contava, até então, com 4 milhões de empreendedores. Apesar da modalidade de Cosméticos e Cuidados Pessoais seguir dominando neste setor, com 52% do mercado, a de Alimentos e Bebidas já corresponde a 4% do total.

E mesmo antes da pandemia, a internet já tinha papel determinante para as vendas diretas. De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), os meios mais usados por revendedores no ano passado foram a internet (20,6%), as visitas a domicílio ou local de trabalho do cliente (18,3%), e o WhatsApp (18%).

Como ser revendedor Cacau Show

Para trabalhar como revendedor da Cacau Show, os candidatos devem se cadastrar no site da rede e esperar pelo contato de um representante.

Os novos empreendedores da marca devem fazer uma primeira compra de em média R$ 300, e ficam ligados diretamente a alguma loja franqueada. A unidade em questão deve funcionar como um polo de abastecimento para as revendas.

Além disso, a Cacau Show orienta seu revendedores a regularizarem seus negócios como Microempreendedores Individuais (MEI). Aqui nós já mostramos como abrir um MEI em 7 passos simples para formalizar seu empreendimento. O registro de novos MEIs também está em alta em 2020, e segundo o Sebrae atingiu o patamar de 10 milhões de cadastros.

Em relação ao funcionamento dos negócios, os revendedores compram produtos das franquias por valores abaixo da média, gerando lucros para todas as partes. Em média, cada unidade da Cacau Show atende até 100 microempreendedores parceiros. De acordo com Roque, há casos casos de franqueados que abriram escritórios exclusivos para o atendimento às vendas diretas.

Ainda segundo o executivo, o objetivo é que o revendedor cresça dentro do ecossistema da Cacau Show. A ideia da rede é que ele entre como MEI, e com seu trabalho consiga evolui até abrir uma loja da franquia. Para adquirir uma unidade da marca, o investimento inicial é de a partir de R$ 250 mil, e Roque afirma que há casos de lojas gerenciadas por ex-revendedores.

Entre os suportes oferecidos pela Cacau Show aos microempreendedores da rede, estão canais de comunicação exclusivos, e lives constantes com dicas de finanças e vendas, além de tutoriais para a montagem de kits ou cestas.

Felipe Matozo
Estudante de Jornalismo no Centro Universitário Internacional Uninter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

Deixe seu comentário