Como abrir uma banca: Requisitos, investimentos e mais

Já parou para pensar que as bancas estão em todos os lugares? Abrir uma banca pode ser uma ótima opção de negócio considerando vários contextos.

Esse tipo de comércio está presente em pequenos e grandes centros urbanos, bem como em realidades mais próximas do meio rural. No entanto, como todo e qualquer empreendimento, a banca que você deseja abrir precisa ser planejada. 

Pensar sobre o seu negócio torna os procedimentos para que você crie uma estabilidade no mercado muito mais fáceis. É preciso mapear várias das condições envolvidas a esse processo, desde a escolha de um local físico para implantar a banca até seus maiores anseios como empreendedor(a). 

Escolha seu público-alvo ao abrir uma banca

abrir banca
Publicidade

O seu público-alvo, como a própria nomenclatura indica, é o ponto principal de partida para o planejamento, do mesmo modo que é para onde suas expectativas enquanto empreendedor(a) estarão voltadas.



Abrir uma banca não te restringe a um público específico. Dessa forma, esse não é um negócio de grandes preocupações com idade ou gênero de seus clientes.

Em compensação, os diversos regionalismos agem no ritmo de vida das pessoas e, consequentemente, em características de seus hábitos de consumo. 

Portanto, para entender o perfil modelo dos seus clientes você precisará analisar o entorno do seu estabelecimento.

Publicidade


Publicidade


Localização para abrir uma banca

Ao abrir um negócio próprio como uma banca, você escolherá um ponto físico situado em meio a uma realidade e a um ritmo específico.

Cidades maiores exigem um fluxo mais intenso do comércio, o que já não é uma necessidade em bairros menores, em que possivelmente você se torne até amigo(a) dos clientes.

Publicidade

Dessa forma, considere a realidade do bairro ou cidade em que você pretende abrir seu negócio. Lembre-se que como você terá uma certa variedade de produtos a ser vendidos, o ideal é estar localizado em locais como grande circulação de pessoas.

Publicidade

Uma banca não exige exatamente que se tenha um estacionamento próximo, afinal, a maior parte dos clientes acabam sendo os passantes que se interessam por esse ou aquele produto que se viu na vitrine.

Regularize o seu comércio 

Para comercializar qualquer produto ou serviço é necessária uma concessão da Prefeitura Municipal. Além disso, existem muitos programas que amparam empreendedores de pequeno e médio porte que podem ser apresentados a você.

Busque informações de acordo com o seu município.

Caso você assuma uma banca já em funcionamento também é necessária a regulamentação. O dono do ponto e o comprador devem se dirigir aos órgãos municipais responsáveis para que a transferência seja registrada.

Os trâmites legais são essenciais para o crescimento do seu negócio, dessa forma, caso não saiba exatamente como agir, busque os serviços de um profissional contábil para te auxiliar.

É claro que, se a ideia for realmente ter um negócio pequeno, você poderá abrir um MEI, que é um registro bastante mais simples do que as outras modalidades de empresa.

O que vender ao abrir uma banca?

Há algum tempo as bancas passaram a ter outras demandas, para além de jornais e revistas. Isso se deve a crescente queda na tiragem de impressos, já que hoje em dia muita gente prefere realizar assinaturas online.

Por isso, é comum a venda de alimentos, utensílios de uso geral e de pequeno porte nas bancas atuais, quase como as mercearias, porém com foco menos bairrista e com menos variedade de produtos.

Publicidade

Por isso, preste atenção na forma com que esses produtos estarão dispostos na banca. Optar por uma variedade de produtos inadequada pode tornar seu espaço desorganizado, visto que uma das características a serem avaliadas ao abrir uma banca é justamente seu espaço reduzido.

Mercadorias impressas

Em relação aos materiais impressos que serão vendidos, é interessante saber que jornais e revistas são fornecidos por distribuidoras.

Publicidade

Para receber diariamente esses produtos você deverá efetuar um cadastro com as marcas de sua preferência, que devem ser adequadas ao seu público-alvo.

As vendas de jornais e revistas geralmente é feita em modalidade consignada, o que favorece o(a) lojista de banca.

Mercadorias alimentícias

Atenção! Ao optar por vender alimentos na banca os cuidados são redobrados.

O comércio alimentício exige o acompanhamento da vigilância sanitária, órgão responsável por eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde populacional, bem como por intervir nos possíveis problemas encontrados no ambiente, na produção e circulação de produtos que podem resultar em tais complicações.

Se optar por vender esse tipo de produto, será necessário conseguir uma liberação da vigilância da sua cidade.

Itens essenciais e Dicas Gerais

Para que o seu funcionamento não seja afetado pela falta de algum dos itens essenciais para abrir uma banca é preciso que você possua:

  • Uma identidade visual adequada para seu comércio que chame a atenção de possíveis clientes;
  • Balcões que dividam o espaço de clientes e funcionários;
  • Prateleiras ou estantes que servirão para a distribuição dos produtos no estabelecimento;
  • Uma linha telefônica comercial que facilite o contato com fornecedores e clientes;
  • Um meio de registro para as entradas e saídas da loja que possibilitem o controle financeiro da banca.

Ademais, esteja atento para:

Publicidade

  • Tornar sua banca destaque entre possíveis concorrentes, oferecendo diferenciais nos seus serviços e vantagens aos clientes;
  • Manter a banca sempre limpa e organizada;
  • Separar publicações de acordo com nichos específicos (culinária, notícias, infantis etc.);
  • Deixar os produtos visíveis;
  • Estar atento ao atendimento oferecido: seja educado(a), compreensivo(a) e prestativo(a) com os clientes.

Investimento para abrir uma banca

O investimento necessário para a abertura de uma banca, irá depender do porte do empreendimento e também de outros fatores como locação de imóveis, fornecedores e outras variantes.

No geral, estima-se que com um montante de R$12 mil seja possível iniciar um negócio como esse, já somado um pequeno capital de giro.

Vale a pena abrir uma banca

Esse definitivamente, é o tipo de negócio que vale fazer essa pergunta.

Publicidade

A realidade atual é que diversas pessoas deixaram de comprar jornais e revistas impressas porque a informação é instantânea na internet. Dessa forma, fica um tanto complicado competir com os meios eletrônico.

Por isso que é tão importante que, se realmente decidir investir nesse negócio, você busque por comercializar outros tipos de produto. Ou mais, agregar valor a produtos impressos que sejam imprescindíveis de se ter em mãos.

O melhor exemplo disso, são as histórias em quadrinho e revistas colecionáveis de segmentos específicos e artísticos.

Dessa forma, tudo bem deixar um pouco de lado as revistas informativas e de fofoca, ou até mesmo os jornais diários. Busque ter um ótimo estoque de materiais que possam atender alguns nichos específicos.

Como exemplo podemos citar:

  • Revistas com temática de tatuagem;
  • Revistas de faça você mesmo;
  • Pôsteres e revistas colecionáveis de personalidades;
  • Produtos como os já citados nos tópicos anteriores.

Dessa forma você terá a chance de conquistar uma diversidade maior de clientes e ter sucesso no seu negócio. Boa sorte! 

Publicidade

Veja também: Como revender calcinhas – Dicas de fornecedores e como lucrar

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário