Abrir uma consultoria: Dicas valiosas para começar atender empresas

Um tipo de negócio que vem ganhando cada vez mais espaço no mercado é a consultoria às empresas e profissionais. Desde pessoas com muita experiência de mercado até recém-formados, abrir uma consultoria tem se consolidado como objetivo de muita gente por aí.

Usar os próprios conhecimentos como forma de empreender é vantajoso, em especial em épocas de crise onde nem sempre é fácil encontrar um emprego na área de formação.

Com os serviços de consultoria, o profissional oferece a sua visão do negócio, com levantamento de problemas e soluções a serem implantadas por meio de projetos dentro da empresa. Isso faz com que os negócios operem de forma mais favorável nas áreas para as quais contrataram os serviços do consultor.

abrir uma consultoria

Para investir em um negócio de consultoria, o empreendedor precisa estar ciente que precisará de atualizações constantes de seu conhecimento prévio. Além disso, o ideal é que o indivíduo goste de trabalhos sem uma rotina estipulada, afinal, o trabalho de consultoria atende vários tipos de negócios e projetos, sendo assim, será difícil manter uma constância no dia-a-dia.

A seguir acompanhe as nossas dicas para abrir o seu negócio de consultoria, indo para o que realmente interessa, e pulando aspectos básicos como abertura da empresa, documentação e outros detalhes burocráticos. Para saber sobre isso, leia o nosso artigo sobre como abrir seu próprio negócio.

Escolhendo que tipo de consultoria prestar

Normalmente quem abre uma consultoria, acaba prestando serviços na sua área de formação ou na área que mais tem experiência.

Dessa forma, se o profissional tem grande experiência na área de marketing, é nesse setor que ele prestará serviços. Na área administrativa, de Recursos Humanos e assim por diante.

Mas claro que isso se aplica quando o profissional abre um negócio menor, onde ele será o único consultor de sua empresa. Nada impede que o empreendedor opte pela abertura de um escritório maior e contrate outros profissionais que possam prestar consultorias em outras áreas.

Segmentando (ou não) seu público alvo

No ramo de consultoria, o empreendedor pode ou não optar por realizar uma segmentação de público alvo. Ou seja, escolher apenas um tipo de empresa ou profissionais com os quais deseja trabalhar.

É bastante comum, por exemplo, que profissionais que trabalharam muito tempo trabalhando em hotéis, abram uma consultoria específica para atender apenas esse tipo de negócio. Ou qualquer outro tipo de ramo, como empresas automotivas, de moda, comércios e assim por diante.

Dessa forma, o ideal é que ao abrir seu negócio, o empreendedor tenha em mente que tipo de público pretende atender.

Claro que nada impede de o negócio prestar consultoria para qualquer tipo de negócio. Esse modelo é bastante indicado para profissionais novos no ramo, sem tanta experiência.

Conseguindo Clientes ao abrir uma consultoria

No negócio de consultoria nada é mais importante do que o relacionamento e o networking do profissional no mercado. Dessa forma, é primordial que o empreendedor crie conexões com pessoas e empresas influentes no ramo em que pretende trabalhar.

Isso fica mais fácil quando o profissional tem ampla experiência em sua área de atuação. Por exemplo, muitas pessoas que decidem abrir uma consultoria, trabalharam por anos em empresas no setor que desejam empreender agora.

Utilizar os contatos obtidos nesse ambiente é um modo muito válido de iniciar sua jornada de consultoria. Seja com ex-clientes desse trabalho, ou mesmo colegas que decidiram abrir seus próprios negócios ou se encontram em outras empresas que podem estar precisando de serviços como o seu.

Para os profissionais que gostariam de abrir uma consultoria, mas às vezes são recém formados, ou não contam com tanta experiência assim no ambiente empresarial, uma boa alternativa é iniciar seus serviços com micro e pequenas empresas.

Até mesmo oferecer uma consultoria de graça em alguns negócios, é uma ótima forma de conseguir experiência e aumentar a lista de contatos.

Mídia online para abrir uma consultoria

Atualmente as pessoas só confiam em negócios que possuem presença na internet. E considerando que o negócio de consultoria deve estar sempre atualizado, é primordial manter um site com suas informações de serviços, contatos e outros dados.

Se for possível também acrescente um serviço de chat nesse site, dessa forma, clientes interessados em entrar em contato já conseguem um pré-atendimento no próprio site. Mas lembre-se, só ofereça esse serviço se tiver alguém responsável para ficar respondendo os contatos no mesmo instante em que as mensagens são enviadas.

Além do site, criar uma página no Facebook também é bastante aconselhável. A partir dela é possível investir em anúncios pagos para que mais pessoas sejam incentivadas a conhecer os seus serviços.

E se tratando de algo tão profissional quanto uma consultoria, criar uma conta no Linkedin também é primordial. É nessa rede que se consegue os melhores contatos para prestar serviços, principalmente em negócios B2B como é o seu caso.

Se quiser saber mais sobre as redes sociais para negócios, leia esse artigo que publicamos há algum tempo.

Investimento para abrir uma consultoria

O investimento para abrir uma consultoria irá depender da estrutura do negócio que se pretende montar.

Por exemplo, é preciso considerar se para a abertura do escritório será preciso locar um imóvel, comprar ou se o empreendedor poderá atuar de casa mesmo.

No caso de um escritório maior, é preciso levar em conta os custos com contratação de pessoal, despesas fixas de água, luz e internet, mobília entre outros gastos.

Outra coisa que precisa ser considerado é o capital de giro, afinal de contas, é necessário manter a sua empresa até que a mesma comece a dar lucro.

Com tudo isso em mente, como de se imaginar, o valor a ser investido para abrir uma consultoria é extremamente variável.

Veja também

Como vender eletrônicos? Dicas de distribuidores e como começar

Essas foram as nossas dicas para que o seu negócio de consultoria decole desde o início.

Se quiser mais dicas de negócios, veja o artigo sobre Como abrir um escritório de contabilidade e também esse sobre Como conseguir investimento.

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário