Como vender eletrônicos? Dicas de distribuidores e como começar

Os eletrônicos são um segmento forte e lucrativo do comércio, e vender eletrônicos acaba sendo uma das melhores opções de negócio atualmente.

Computadores, celulares e outros aparelhos fazem parte do nosso dia-a-dia e se tornaram, com o passar dos anos, indispensáveis para realizar as atividades de trabalho, estudo e mesmo pessoais. Dessa forma, a demanda por esses e outros aparelhos eletrônicos é constante.

Para iniciar um negócio de venda de eletrônicos o empreendedor precisa ter um bom planejamento de vendas, além de uma ótima lista de fornecedores.

vender eletrônicos

Para te ajudar em ambas essas exigências, nós preparamos esse artigo que te ajudará a vender eletrônicos e faturar alto o ano todo.

Formas para vender eletrônicos

O primeiro passo é descobrir que tipo de comércio de eletrônicos você pretende abrir. Você pode optar por vender eletrônicos em geral ou segmentar seus produtos.

Por exemplo, você pode querer investir apenas na venda de celulares e acessório. Ou apenas em computadores.

Assim como pode preferir vender celulares, computadores, impressoras e outros tipos de eletrônicos todos no mesmo estabelecimento.

Caso a opção escolhida seja a de se especializar em um único ramo, saiba que será preciso contar com grande variedade desse produto. Variadas marcas, preços e tipos.

Venda física ou Online

Como é de se esperar, existem variadas formas de comercializar produtos eletrônicos. Você pode optar por abrir uma loja física ou vender na internet. Qualquer uma das opções têm vantagens.

Loja Física

Montar um aloja física de eletrônicos exige uma boa pesquisa para saber qual a melhor região para se instalar. Ela precisa ter boa visibilidade e de preferência estar instalada próximo ao seu público alvo.

Além disso, o imóvel precisa contar com espaço para exposição da mercadoria, estoque e balcão de caixa.

Esse tipo de negócio costuma exigir maior investimento dos que as outras opções, mas tem a vantagem de o cliente conhecer a mercadoria que está comprando. Além disso, a preocupação com a logística de entrega dos produtos é facilitada.

Em contrapartida, mensalmente o empreendedor precisará arcar com valor de aluguel e outras despesas fixas como energia elétrica, água e internet.

Veja aqui tudo que é preciso para abrir um negócio físico.

Vendas online

Esse é a maneira preferida da maioria dos novos comerciantes de eletrônicos, afinal, boa parte do público desses produtos se encontra na internet.

O empreendedor que decide vender online conta com duas boas alternativas: abrir um e-commerce próprio e anunciar em um marketplace já existente.

E-commercer

Ao optar pela abertura de um e-commerce, o empreendedor precisará investir na contratação de um bom programador para montar o seu site. Além disso, é importante montar um plano de logística para que todas as mercadorias sejam entregues de forma segura e dentro do prazo a seus clientes.

A maior vantagem de um e-commerce é propagar o nome da marca do negócio e também não precisar arcar com taxas cobradas pelos marketplaces.

Marketplace

Agora, para o empreendedor que decide vender pelos marketplaces, basta realizar seu cadastro na plataforma escolhida, montar seu catálogo de produtos e começar a anunciar.

A maioria delas, cobram taxas sobre as vendas efetuadas, no entanto, os valores continuam compensatórios mesmo assim. Isso porque, os marketplaces oferecem grande visibilidade e atingem um público bastante significativo todos os dias.

Para saber como se cadastrar e anunciar nessas plataformas, veja o artigo sobre o Mercado Livre e sobre a Amazon.

Fornecedores para vender eletrônicos

Ao vender eletrônicos tenha em mente que será necessário ter como parceiros as marcas mais renomadas em produção desse tipo de produto.

Isso porque é preciso ter garantias de que todos os produtos vendidos são originais. Do contrário seus clientes podem acabar tendo uma visão ruim do seu empreendimento.

De forma alguma trabalhe com produtos os quais você não tem certeza da procedência. Fornecedores estranhos que exportam de países famosos pela pirataria não são confiáveis. Não caia nessa, ou além de não ter credibilidade com seus clientes, as chances de problemas com a justiça são reais.

A seguir, veja uma lista com os principais fornecedores de produtos eletrônicos do país.

Golden Distribuidora

Uma empresa sólida e confiável na distribuição de material eletrônico para vendas, a Golden Distribuidora opera no mercado desde 1990.

A empresa é uma das maiores fornecedores do segmento no Brasil e trabalha com marcas renomadas do segmento de eletro e eletrônicos.

O principal foco da empresa é na distribuição de suprimentos de informática, celulares e impressoras. Além desses, outros produtos como cartuchos, pen-drives e cartões de memória também podem ser encontrados na loja.

Para conhecer todo o catalogo de produtos, acesse o site.

Gazin Atacado

A Gazin Atacado vende de tudo e é uma das maiores distribuidoras de produtos em geral do mercado. Seu catálogo de eletroeletrônicos é bastante grande e a marca é confiável.

Na Gazin o empreendedor encontra até mesmo eletrodomésticos, se preferir investir nesse segmento. E para compradores que possum CNPJ ativo, a loja oferecer uma série de vantagens como descontos e maior possibilidade de negociação de pagamentos.

Para conhecer mais, acesse o link.

Compdistribuidora

Para o empreendedor que deseja vender eletrônicos menores como baterias, caixas de sons, mouse, fones de ouvidos e outros acessórios, a Comdistribuidora é uma ótima opção.

A loja só revende produtos para compradores com CNPJ e tem alta credibilidade com seus clientes lojistas.

Para saber mais sobre a empresa, acesse o catálogo.

Dicas para vender eletrônicos

Após o negócio ser criado é muito importante ter algumas estratégias de vendas que farão com que você venda mais.

Faça promoções em datas comemorativas e em eventos do comércio para vender mais eletrônicos

Não perca a oportunidade de faturar mais durante datas como o Natal, Black Friday ou Dia das Crianças. Realize promoções e divulgue muito tanto na sua loja quando nas redes sociais.

Veja aqui como vender mais na Black Friday.

Crie páginas em redes sociais e alimente-as

Mesmo se você optar por abrir uma loja física, não esqueça que “quem não está na internet, não existe”. Dessa forma crie uma página no Facebook ou Instagram e publique conteúdos sobre o seu segmento, promoções e outros acontecimentos do seu negócio.

Seja diferente dos seus concorrentes

Conhecer bem quem são seus concorrentes, quais serviços e produtos oferecem e outras informações relevantes é muito importante para saber como fazer para ser melhor que eles.

Dessa forma, ofereça um serviço excelente com atendimento de primeira aos seus clientes.

Para mais dicas de diferenciação de negócio, leia esse artigo.

Veja também

Como vender cerveja artesanal? Passo a passo para vender legalmente

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário