Como abrir uma loja virtual: Passo a Passo com o que você precisa

As vendas online em 2020 bateram recordes mês a mês indo no sentido contrário do que aconteceu com o varejo físico. Esse fato fez com que diversos comerciantes migrassem seus negócios para internet, e hoje você irá aprender como abrir a sua loja virtual.

O e-commerce mesmo antes de 2020 já vinha apresentado crescimento exponencial há anos. Com isso, o critério da pandemia apenas acelerou essa mudança que já era prevista no varejo.

Segundo pesquisa divulgada esse ano, 13% dos brasileiros realizaram suas compras virtuais pela primeira vez em 2020. Isso só faz aumentar a necessidade de adaptar os negócios a essa nova realidade para não perder clientes.

Publicidade

Veja a seguir tudo o que é necessário para que você também consiga realizar vendas na internet.



Formalização para abrir uma loja virtual

abrir loja virtual

Não é porque o seu negócio está migrando, ou começando, por meio da internet que você não terá preocupações com a parte burocrática do negócio.

É muito importante que ao decidir abrir uma loja virtual, você conta com um acompanhamento profissional de um contador para não deixar nenhum documento importante passar batido.

A formalização de um e-commerce se diferencia um pouco dependendo se o empreendedor é MEI ou possui outro tipo de registro empresarial. Contudo, o pagamento dos impostos sobre os produtos vendidos é parecido para ambos.

Publicidade


Publicidade


Dessa forma, não deixe de se informar com um contador para não acabar tendo problemas legais no futuro.

Investimentos para abrir uma loja virtual

Já adiantamos desde o início do tópico que não é possível estimar um valor certo de quanto serão os gastos totais ao abrir uma loja virtual.

Publicidade

No entanto, o que podemos dizer é que sem dúvidas, esse tipo de negócio possui custos e despesas muio mais baratos do que um estabelecimento físico.

Publicidade

Dito isso, para que você possa realizar um bom planejamento financeiro para a abertura do seu e-commerce, tenha em mente que será necessário calcular:

  • Gastos com servidor da plataforma;
  • Registro de domínio;
  • Internet;
  • Telefone;
  • Energia;
  • Serviços contábeis;
  • Funcionários;
  • Software de gestão de e-commerce;

Somente após realizar o levantamento de todos esses dados, você será capaz de saber exatamente, quanto custará para abrir a sua loja virtual.

Registro de domínio para abrir loja virtual

O primeiro passo prático para abrir uma loja virtual é o registro de domínio.

O domínio nada mais é do que o endereço do seu e-commerce. Ele deve conter o nome do seu negócio, Preferencialmente seguido do seu segmento de vendas.

Por exemplo: digamos que você trabalha com o comércio de artesanato. Dessa forma o correto seria registrar um domínio da forma www.nomedoseunegocioartesanatos.com.br .

O registro de domínio pode ser realizado de forma fácil por meio do site Registro.br que é a plataforma oficial do Brasil para esse tipo de solicitação.

Ao realizá-lo você deverá escolher entre os tipos de registro:

  • .com
  • .com.br
  • .org
  • .gov
  • .edu

Ou outro que esteja disponível e tenha a ver com o seu negócio.

Publicidade

O valor de registro de domínio não pode ser considerado caro, custando em média R$40 reais por ano.

Escolha um bom servidor de hospedagem

Os serviços de hospedagem de site os responsáveis por armazenar todas as informações e outros dados primordiais para o funcionamento da plataforma. Sendo assim, é necessário que esse serviço seja escolhido com bastante cuidado pelo empresário.

Publicidade

O ideal é sempre optar pela contratação de empresas que já possui bastante tempo de mercado e boas indicações de clientes.

Algumas das empresas mais conhecidas na hora de hospedagem de sites e lojas virtuais são:

  • Hostinger;
  • Hostgator;
  • UolHost;
  • GoDaddy;
  • Kinghost;
  • Entre outros.

Para escolher a melhor opção de servidor para a sua loja virtual, tenha em mente os seguintes critérios:

  • Limite de tráfego: sempre veja se o plano escolhido por você conta com um amplo limite de trafego. Caso contrário quando atingido o limite o seu site sai do ar.
  • Capacidade de armazenagem: para que todas as suas imagens de produtos e diversas outras informações sejam colocadas na loja, é preciso contar com bastante espaço no servidor.
  • Suporte: sempre opte por planos de servidores que oferecem suporte. Dessa forma, caso haja um problema, basta entrar em contato com a empresa.
  • Disponibilidade acima de 99%: mesmo que sejam estáveis, é aceitáveis que seu e-commerce sai do ar algumas vezes ao mês. Porém, o ideal é que isso não seja frequente. Sendo assim, opte por hospedeiros que garante site no ar por mais de 99% do tempo.

Os serviços de hospedagens variam muito de preço, por isso é importante pesquisar qual o melhor plano para a sua empresa.

Plataformas para montagem do seu negócio

A plataforma é basicamente a estrutura onde seu site será montado, ou seja, ela é o seu site.

Essa estrutura pode ser feita sob medida por meio da contratação de um programador, ou o negociante pode escolher uma já pronta.

Algumas plataformas muito usadas para a montagem de lojas virtuais são:

Publicidade

  • Nuvem Shop;
  • Magento;
  • Wix;
  • Drupal;
  • Vtex;
  • Entre outras.

É muito importante escolher uma boa plataforma para a estruturação do seu site visto que ela será por onde o seu cliente fará contato direto com os produtos e com seu negócio no geral.

Escolha um bom layout ao abrir a sua loja virtual

O layout é a identidade visual a qual os seus clientes terão acesso sempre que acessarem a sua loja virtual.

O ideal é que ele seja limpo, intuitivo e fácil de encontrar informações e produtos.

Publicidade

Existe uma série de layouts nas próprias plataformas que você viu no tópico anterior. A maioria deles permite personalizações e isso é ótimo para que você consiga deixar o negócio do seu jeito.

Para saber um pouco mais sobre a importância de um bom layout na sua loja virtual, veja o artigo Dicas para Loja Virtual: 4 Segredos para um e-commerce de sucesso.

Planeje a logística da sua loja virtual

A logística é a segunda coisa mais importante na hora de decidir abrir um comércio eletrônico. Afinal de contas, é esse o setor responsável por fazer com que as compras cheguem até os clientes.

Dessa forma, se atente aos seguintes detalhes quando for montar a logística da sua loja virtual:

  • Tenha um estoque perfeitamente organizado: Manter todos os produtos etiquetados, em locais pré-definidos e separados por categorias, facilita 50% do serviço de logística.
  • Cuidado com as formas de armazenagem: dependendo do produto, é necessário um tipo de armazenamento específico para que não hajam danos. Verifique tudo isso e tenha mercadorias sempre em perfeito estado.
  • Encontre empresas de entrega com bons preços e serviços: Suas mercadorias serão entregues aos clientes por meio de transportadoras, ou mesmo dos correios. Sempre verifique o que vale mais a pena tanto para você quanto para o cliente.
  • Garanta o cumprimento de prazos: entregar encomendadas fora do prazo não é algo aceitável. Sendo assim, seja sempre honesto com seu cliente em relação a isso e cumpra o prometido.
  • Tenha cuidado com as embalagens: as embalagens são o primeiro contato que o cliente tem com seu produto. Sendo assim capriche nessa parte para conquistar o consumidor no ato da entrega.

Esse foi o nosso passo a passo e as nossas dicas para você abrir sua loja virtual. Caso tenha qualquer dúvida ou precise de ajuda, não exite em buscar um profissional. Só não vale ficar de fora dessa evolução de negócios.

Veja também: Redes sociais para o negócio: As 3 melhores para aumentar as vendas 

Publicidade

Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário