E-commerce Vtex se torna a 12ª startup unicórnio brasileira

Na última segunda-feira (28), a Vtex anunciou o recebimento de um aporte de US$ 225 milhões – R$ 1,25 bilhão em conversão direta. Com o valor, a empresa especializada em e-commerce passou a valer mais de US$ 1,7 bilhão e se tornou a 12ª startup unicórnio brasileira.

Vale lembrar que são consideradas “unicórnios” as startups avaliadas em mais de US$ 1 bilhão. Para chegar a este valor de mercado, a Vtex contou com uma rodada de investimentos com participação das companhias Softbank, Endeavor Catalyst, Tiger Global, Lone Pine Capital e Constellation.

A Vtex oferece soluções de e-commerce para grandes companhias, e o aporte veio justamente em um momento de expansão da startup. Com pandemia de Covid-19, a demanda de serviços digitais foi impulsionada por conta do crescimento das vendas pela internet. Segundo a startup, a adoção do serviço aumentou em 98% durante o período, e a expectativa é fechar o ano com 114% a mais que em 2019.

E-commerce Vtex

A Vtex oferece serviços para 3 mil marcas de diferentes países, entre elas gigantes como Coca-Cola, Walmart, Sony e Nestlé. O trabalho da startup consiste em uma uma plataforma de comércio para estas empresas com ferramentas de gestão de vendas no comércio digital e nas lojas físicas com um mesmo aplicativo.

Com os investimentos, a Vtex consegue um suporte para seus planos de expansão nos Estados Unidos e na Europa, e subsídios para projetos de pesquisa de soluções de inteligência artificial. Além disso, a startup estuda a possibilidade de abrir capital, levando ações da empresa para bolsas de valores.

De acordo com informações do Estadão, isso pode acontecer no ano que vem, na bolsa norte-americana Nasdaq (Nova York).

Vtex quer aumentar a equipe em 2021

Outro investimento planejado pela startup é em novos talentos, já que segundo informações da revista Exame a empresa está com mais de 160 vagas abertas.

Parte destas oportunidades é na área de tecnologia, para profissionais como engenheiros de software, de dados, e analistas técnicos. Também há procura por profissionais de marketing, logística, gestão de pessoas, atendimento ao cliente, entre outros setores.

De acordo com o site da Vtex, há vagas de trabalho em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, nas cidades paraibanas João Pessoa e Campina Grande, e até mesmo em outros países, como Argentina, Estados Unidos e Portugal. Nesse momento de isolamento social, a empresa também tem vagas para o regime de trabalho em home office.

Outras startups unicórnios brasileiras

Startup unicórnio

A lista de unicórnios brasileiros elaborada pela Distrito (que tem estudos sobre o tema em parceria com a consultoria KPMG) inclui outras 11 startups:

  • 99 – O aplicativo de transporte é pioneiro entre os unicórnios brasileiros. Atingiu a marca em janeiro de 2018 ao ser adquirido pelo grupo chinês Didi Chuxing.
  • Nubank – uma das cerca de 20 empresas do mundo que valem mais de US$ 10 bilhões. A instituição virtual de pagamentos tornou-se um unicórnio em março de 2018.
  • Stone – empresa de maquininhas de cartão presente em mais de 1500 cidades brasileiras. Startup unicórnio o desde outubro de 2018.
  • Arco Educação – startup cearense de soluções educacionais que usa da tecnologia para auxiliar na educação de crianças. Alcançou a marca em 2018;
  • Movile (Ifood) – a dona da conhecida startup de delivery de comida se tornou um unicórnio em novembro de 2018;
  • Loggi – empresa do mercado de entregas que alcançou o posto de startup unicórnio em junho de 2019;
  • Gympass – a startup que oferece planos de assinatura de academias a empresas atingiu a marca uma semana depois da Loggi;
  • Quinto Andar – faz o intermédio da relação entre proprietários de imóveis e inquilinos, sem a necessidade de algumas burocracias. Unicórnio desde setembro de 2019;
  • Ebanx – primeira startup unicórnio da região Sul, a curitibana Ebanx permite que empresas estrangeiras vendam produtos e serviços cobrando na moeda local. Passou de US$ 1 bilhão em outubro de 2019;
  • Wildlife – startup que produz jogos gratuitos para celular e lucra com vendas de itens dentro dos games. Chegou ao valor de U$$ 1,3 bilhão no último mês de dezembro;
  • Loft – a startup de compra e venda de imóveis era o unicórnio brasileiro mais recente (desde janeiro) até a Vtex atingir a marca.

Felipe Matozo
Estudante de Jornalismo no Centro Universitário Internacional Uninter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

Deixe seu comentário