Vender produtos de R$ 10 ou menos no Mercado Livre. Vale a pena?

O Mercado Livre possui uma infinidade de produtos a venda, com grande variedade de anunciantes e valores. Mas será que vale a pena vender produtos de R$ 10 ou menos no Mercado Livre?

Desde 2018 a plataforma passou a exigir um preço mínimo para anúncios de produtos que atualmente é de R$ 7. A justificativa é que com uma venda de valor maior no site, o ticket médio e lucro do vendedor também são maiores.

Ao saber disso, muitos anunciantes que vendem produtos de baixo custo podem achar que então não podem usar o Mercado Livre como canal de vendas, mas não é bem assim. A plataforma dá como solução que ao invés de realizar vendas unitárias, o comerciante anuncie conjuntos de produtos, dessa forma, chegando ao valor mínimo exigido.

vende produtos 10 no mercado livre

Quem está pensando em anunciar produtos de R$ 10 ou menos no Mercado Livre pode se perguntar se, apesar de ser permitido, negócios como esse valem a pena na plataforma. Essa resposta é bastante relativa e irá depender de alguns fatores que vamos expor melhor nos tópicos abaixo. Acompanhe a leitura.

Veja também

Demanda do produto

A primeira coisa a ser avaliada pelo anunciante é se a demanda do produto que ele pretende vender por R$10 ou menos, é considerável. Como o próprio Mercado Livre sugere, esses produtos muito baratos tem um desempenho melhor na plataforma quando vendidos em quantidade. Dessa forma, ao começar a anunciar, o vendedor precisa ter certeza de que a sua mercadoria tem alta demanda do mercado.

Nesse quesito, também conta muito a questão de oferta do produto, afinal de contas, se o mesmo é barato e fácil de achar, porque o comprador iria decidir adquiri-lo pela internet, pagar frete e esperar até que chegue, se poderia facilmente encontrá-lo em sua região de forma física?

Sendo assim, avalie o quão comum a sua mercadoria pode ser e que tipo de kit você pode montar para torná-lo mais atrativo antes de anunciá-lo no Mercado Livre.

Frete – Vender produtos de R$ 10 ou menos no Mercado Livre

Ao vender qualquer produto abaixo de R$ 79 no Mercado Livre o frete fica por conta do comprador (ou do vendedor se assim esse preferir). Levando-se em conta os valores de frete cobrados pelos correios, pode não fazer sentido para o cliente comprar um produto muito barato e ter que pagar um valor semelhante para enviá-lo.

Esse é mais um motivo do porque o ideal é que o vendedor ofereça kits de produtos ao cliente. Independente de quem pagar o frete, não vale a pena se o valor do produto não for bastante diferente do preço de envio.

Taxas do Mercado Livre

Agora falando dos valores para o vendedor. Vender produtos de R$ 10 ou menos no Mercado Livre de forma unitária, definitivamente não vale a pena por causa dos valores de taxas cobradas pela plataforma.

Atualmente, ao anunciar no marketplace de forma profissional, o vendedor deverá pagar comissões que variam entre 11% e 16% sobre cada venda realizada, a depender do tipo de anúncio. Além disso, para produtos com valor abaixo de R$ 79, o Mercado Livre cobra um valor fixo de R$ 5 por unidade vendida.

Dessa forma, como você pode ver, produtos muito baratos não tem a menor chance de converterem um mínimo de lucro satisfatório ao vendedor.

Qual a saída para vender produtos de R$ 10 ou menos no Mercado Livre

Como você percebeu, quando analisamos minuciosamente cada detalhe sobre vendas no Mercado Livre, chega-se a conclusão de que, financeiramente, não vale a pena vender produtos muito baratos na plataforma. Entretanto, existem algumas estratégias que o vendedor pode adotar para não deixar esse canal de vendas tão importante no mercado.

Além de fazer kits de produtos para oferecer aos seus clientes, outra forma de não perder tanta margem de lucro, é acrescer os R$ 5 da taxa fixa no valor final da mercadoria. Com isso, essa cobrança da plataforma é repassada para o comprador.

Outra estratégia é buscar ser um ótimo vendedor para que a sua reputação na plataforma esteja sempre no verde. Com isso, ao utilizar os serviços do Mercado Envios, todas às vezes que um cliente ultrapassar o valor de compra de R$79 junto a sua empresa, o frete para ele passa a ser gratuito e o Mercado Livre divide esse valor de envio com você.

Agora, se mesmo com essas estratégias você colocar os números na ponta do lápis e concluir que o Mercado Livre não é o melhor marketplace para os seus produtos, você pode buscar outras opções. Na Shopee, por exemplo, ao menos até agora (abril de 2021) as taxas para os anunciantes são de apenas 5% e o vendedor não paga nada do valor de frete para envios aos clientes. Vale a pena conhecer melhor essa plataforma.

Veja também: Dinheiro retido no Mercado Livre: Como evitar e como resolver

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário