Como vender artesanato para lojistas? Dicas e cuidados

Os artesanatos estão em alta, e vêm ganhando popularidade nos mais diversos segmentos, desde alimentos até produtos de decoração. Com isso, os profissionais do setor ganham espaço no mercado, podendo vender artesanato em diversos ambientes, inclusive para lojistas, o que aumenta a visibilidade e dá mais segurança ao seu negócio.

Às vezes, abrir uma loja de artesanatos pode não ser algo vantajoso, mas isso não quer dizer que estes produtos não têm espaço em estabelecimentos comerciais. Muito pelo contrário, já que artesanatos são itens únicos, e representam exclusividade para as lojas que os vendem.

Se você é artesão ou artesã, e quer expandir as suas frentes de atuação vendendo para lojistas, veja a seguir dicas para ter sucesso nessa estratégia. Além disso, aproveite para ver também dicas para vender artesanato na internet.

como vender artesanato

Como funciona a venda de artesanato para lojas?

Publicidade

Esse tipo de vendas é no formato B2B, que significa business to business, ou seja, de empresa para empresa. Com essa estratégia, você atua como uma espécie de fornecedor para o comércio, já que o lojista compra seu produto para revender.



O formato é diferente do B2C (business to consumer), que é o mais comum para quem trabalha com artesanato. Nesse modelo, as vendas são da empresa para o consumidor final, alguém que vai utilizar o produto ou presentear alguém com ele ao invés de revendê-lo.

Voltando ao assunto das vendas de artesanatos para lojistas, elas podem acontecer tanto para lojas físicas quanto para o comércio eletrônico. Talvez você pense algo como “mas pela internet eu mesmo vendo”, só que é necessário considerar que o número de acessos em uma loja online costuma ser bem maior do que em uma página pessoal ou de um pequeno negócio.

É comum que lojas comprem com ateliês ou grupos de artesão para revender em seus estabelecimentos, mas quem trabalha sozinho também pode fazer esse tipo de negócio. Entretanto, lembre-se que a demanda quando se vende em lojas tende a ser maior do que vender por conta própria. Sendo assim, as chances são grandes da produção ficar corrida e você precisar de ajuda.

Publicidade


Publicidade


Outra forma de vender artesanato em lojas é dividindo o lucro das vendas. Nesse caso, você pode faze um acordo com o lojista para expor os seus produtos no estabelecimento em troca de uma parte do valor das vendas realizadas.

Mas atenção: essa é uma estratégia que dá mais segurança ao lojista, que não tem o risco de comprar os produtos e sair no prejuízo, mas não é a mais vantajosa para você. Portanto, pense bem antes de tomar essa decisão.

Publicidade

Como encontrar a melhor loja para vender artesanato?

Não é todo tipo de loja que está aberta à ideia de vender artesanato, por isso você deverá pesquisar bem antes de buscar parcerias.

Publicidade

Naturalmente, a principal dica para encontrar a loja ideal para vender o seu produto é pesquisar as que trabalham com a mesma categoria de produtos que você. Ou seja, se você trabalha com itens para casa, procure por lojas de utensílios domésticos, se trabalha com bordados, lojas de cama, mesa e banho, e assim por diante.

Uma dica é entrar em contato com lojas de artigos de decoração, que valorizam bastante peças artesanais. Portanto, se você vende artesanatos como quadros, vasos, enfeites, entre outros, não deixe de procurar por lojas deste segmento para tentar uma parceria.

Quando encontrar uma loja ideal para vender seus artesanatos, é preciso planejar bem a negociação para não perder a oportunidade. Nessa hora você precisará ser persuasivo, e convencer o lojista de que contar com seus produtos no catálogo é um ótimo negócio. Liste as principais vantagens para fechar essa venda, incluindo o fator exclusividade que nós citamos no começo do texto.

vender artesanato

Nas vendas para lojistas, margem de lucro é menor

Entretanto, também cabe uma importante ressalva quanto às vendas de artesanatos para lojistas. Como você irá incluir um agente a mais no meio do caminho entre o seu produto e o consumidor final, a margem de lucro diminui.

Afinal, para ser um negócio vantajoso para o lojista, você precisa vender para ele por um valor menor do que costuma vender para seus clientes. Por isso, é preciso calcular com cuidado os custos de produção de cada item do seu catálogo para evitar prejuízos. Falando nisso, sugerimos esse artigo do Blog eduK com 7 passos para calcular o preço do artesanato e valorizar o seu produto.

A ideia de vender artesanato para lojistas está relacionada ao objetivos de saídas em grande quantidade, o que compensa a margem de lucro menor. Além disso, conforme já dissemos, esse formato de vendas dá uma segurança maior para o empreendimento, e aumenta a credibilidade e visibilidade da sua marca.

Por fim, é importante lembrar que além da questão de dar conta da demanda, você também deverá aumentar os cuidados com a qualidade dos produtos. Afinal, ao vender artesanato para o comércio você está lidando dois tipos de clientes: o próprio lojista e o consumidor final.

Publicidade

Felipe Matozo
Estudante de Jornalismo no Centro Universitário Internacional Uninter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

Deixe seu comentário