Como vender água de coco – Dicas de fornecedores e tipos de negócio

Em um país de clima tropical, como o Brasil, bebidas e alimentos refrescantes costumam fazer muito sucesso, principalmente em regiões litorâneas. Nesse cenário, vender água de coco pode ser um negócio promissor.

Além de saborosas, a água de coco é bastante saudável, o que faz dela um produto muito popular no país, principalmente no calor. Na praia, por exemplo, é difícil resistir à tentação de comprar uma água de coco e aproveitar a brisa do mar se refrescando. Mas isso não quer dizer que é só na praia que as vendas dão certo, não se preocupe.

Se você tem interesse em começar a vender água de coco, confira a seguir dicas importantes para o seu negócio, e alguns fornecedores de coco no atacado. E caso ainda esteja aberto a outras sugestões, veja também as melhores máquinas de sorvete ‘italianinha’ para o seu negócio.

vender água de coco

Como vender água de coco?

Publicidade

De modo geral, existem duas formas principais para abrir um negócio de venda de água de coco: quiosque ou carrinho. Ou seja, você pode vender em um ponto fixo ou de forma ambulante.



Com um quiosque – ou mesmo uma barraca -, o investimento inicial e os custos de manutenção são maiores. Por outro lado, esse tipo de negócio também apresenta algumas vantagens interessantes para o empreendedor, como um estoque maior e a possibilidade de um público fixo.

Lembre-se que um quiosque de água de coco funciona de forma muito semelhante a qualquer outro estabelecimento comercial de pequeno porte. Por isso, você terá despesas com equipamentos, aluguel e entre outras coisas.

Mas como estará sempre no mesmo lugar, os clientes saberão onde te encontrar, o que também torna a divulgação do seu negócio mais eficiente. Além disso, o espaço proporcionado permite manter um estoque maior de cocos, e ainda oferecer outros produtos, como sucos naturais e fatias de melancia, por exemplo.

Publicidade


Publicidade


Em relação ao valor de investimento, ele varia muito de acordo com o lugar, então é difícil estipular uma média. Principalmente se nós considerarmos diferenças de valores entre regiões com e sem praia, a questão da distância para o mar em cidades litorâneas, e assim por diante.

Carrinho de coco

Enquanto isso, entre vantagens e desvantagens, um carrinho oferece condições muito particulares. A primeira coisa a se destacar é o investimento inicial, que é consideravelmente menor do que o de um quiosque.

Publicidade

Com um valor médio de R$ 1.200,00, é possível adquirir seu próprio carrinho para trabalho. Por conta das vendas acontecerem de forma ambulante, você não tem custos de aluguel e outras despesas, o que faz com que esse tipo de empreendimento seja mais barato para se manter.

Publicidade

Outra vantagem dos carrinhos em relação aos quiosques, é que com eles você pode ir até onde o público está. Dessa forma, em casos de eventos com grande concentração de pessoas, por exemplo, você pode se deslocar até esses lugares para vender sua água de coco, o que com um quiosque não é possível.

Por outro lado, a capacidade de armazenamento de um carrinho é bem menor, o que também diminui o potencial de vendas. Dessa forma, vender água de coco com um carrinho acaba tendo um giro menor do que um quiosque. Além disso, a falta de um ponto fixo dificulta a fidelização de clientes e também a divulgação do seu negócio.

Sendo assim, durante a fase de planejamento do seu empreendimento, é importante considerar todos os prós e contras de cada formato de vendas e levar em conta as suas condições de investimento e expectativas de retorno para escolher a melhor forma de vender água de coco.

Por fim, cabe destacar que tanto quiosques quanto carrinhos precisam de regularização junto à Prefeitura da sua cidade para começarem a operar. Portanto, entre em contato com a Prefeitura para saber quais as exigências para começar a trabalhar com vendas de alimentos em cada um dos formatos.

Fornecedores de coco no atacado

Além do formato de vendas, outra questão muito importante para definir o sucesso do seu empreendimento é o cuidado para escolher seu fornecedor. Afinal, estamos falando de um produto natural, que por conta disso exige cuidados especiais, e que precisa ser de qualidade para conquistar mais clientes.

Aliás, falando em cuidados especiais, você também precisa ser muito rigoroso no armazenamento e manejo dos cocos. Principalmente se trabalhar com um carrinho, pois nesse caso o risco é maior dos frutos ficarem expostos ao sol, o que deve ser evitado.

Voltando à questão dos fornecedores, há uma série de atacadistas diferentes, e alguns deles atendem diversas regiões diferentes. Entretanto, cabe destacar que grande parte dos fornecedores de coco no atacado atendem apenas algumas regiões, ou seja, tem um alcance limitado.

Sendo assim, o ideal é pesquisar por empresas que atuam no seu estado, e até mesmo distribuidores menores que atendem apenas cidades da sua região. Muitas vezes, essas empresas de menor alcance oferecem condições e produtos melhores do que redes maiores.

Publicidade

De qualquer forma, destacamos aqui um dos principais fornecedores que atuam em quase todo o país: o Marketplace MF Rural. No site da empresa, que você pode acessar por meio deste link, há informações sobre todos os produtos oferecidos e os preços de cada mercadoria.

Para quem está planejando entrar no negócio de vendas de coco, vale a pena acessar o site do MF Rural e até mesmo entrar em contato com a empresa para entender como funciona as questões de valores e quantidade, por exemplo.

Publicidade

Felipe Matozo
Estudante de Jornalismo no Centro Universitário Internacional Uninter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

Deixe seu comentário