Sorvetes Eskimó – Como abrir uma loja e vantagens da marca

A Eskimó é uma das marcas de sorvetes que mais crescem no mercado brasileiro, e conta também com diversas lojas da rede. A atuação da empresa não é bem no formato de franquia, mas é possível ser um revendedor ou lojista da Eskimó.

A rede de sorveterias surgiu em 1981, no Estado de Santa Catarina. Com quase 40 anos de mercado, pode ser uma boa opção de investimento para quem pretende empreender no setor de sorveterias.

Se você pretende abrir um negócio neste segmento, aproveite para conhecer as melhores franquias de sorvete para investir e lucrar. E caso esteja interessado em ser parceiro da Eskimó, continue a leitura para conhecer mais sobre esta empresa.sorvetes eskimó

Diferenciais dos sorvetes Eskimó

A Eskimó surgiu com a proposta de oferecer aos clientes uma boa variedade de produtos e sabores de sorvete com preços populares. O objetivo da empresa é ser uma opção acessível e de qualidade para os clientes, fazendo frente a marcas que vendem produtos mais caros e pouco diversificados.

Por conta disso, os sorvetes Eskimó têm hoje cerca de 100 apresentações diferentes, incluindo sabores únicos da marca. A empresa procura investir em inovações, usando a alta tecnologia que tem à disposição para oferecer produtos surpreendentes e de qualidade.

A Eskimó também trabalha com diferentes tipos de sorvetes. A variedade da marca inclui os tradicionais potes de litro e picolés, e ainda paletas mexicanas e açaí. Além disso, a empresa conta com opções para públicos diferentes, como os sorvetes sem açúcar, zero lactose, e as versões gourmet.

Em relação aos valores dos produtos, a empresa pratica o que ela mesma chama de política de preços agressiva. A proposta é se basear no alto giro dos seus produtos, fazendo com que as lojas sejam lucrativas com um baixo valor de investimento.

O conceito das sorveterias da Eskimó é o de lojas de fábrica, proporcionando aos comerciantes preços de atacado que podem ser sentidos pelo consumidor final. Com ofertas mais em conta e variedade de sorvetes, a Eskimó propõe como diferencial dar mais opções de escolha ao cliente. Dessa forma, a ideia da empresa é transformar o mercado de sorveterias.

Esta estratégia de ser uma opção diferenciada também pode ser observada no visual das lojas da rede, com um padrão personalizado de letras e cores (rosa e amarelo). Isso representa uma estratégia de fortalecer a marca, para que as lojas sejam facilmente reconhecidas pelos clientes e se destaquem em meio a outros comércios.

Como abrir uma loja da Eskimó

Conforme já dissemos, o modelo de negócios da Eskimó é diferente de franquias de sorveterias, ele funciona em um formato de revenda. Quando o empreendedor adquiri uma loja da rede, ele se torna o proprietário de todos os equipamentos da sorveteria.

Como não se trata de uma franquia, não há taxas extras ou royalties que franqueados têm que pagar em outros negócios. Valores referentes ao uso da marca, treinamentos, publicidade e assim por diante não são cobrados dos empreendedores.

O único dever que o comerciante tem com a Eskimó é o de trabalhar com os padrões da marca e exclusivamente com os seus produtos. Dessa forma, inicialmente o empreendedor gasta somente com o valor inicial de investimento, o que inclui estrutura e produtos para abastecimento da loja.

E quanto é o investimento inicial de uma loja Eskimó? Infelizmente, a empresa não informa quanto custa para ser um revendedor ou lojista da marca, mas segundo o site Franquia de Açaí o investimento é de R$ 95 mil.

Para ter acesso a mais informações sobre valores e como se tornar um revendedor de sorvetes Eskimó, os interessados devem entrar em contato com a empresa.

Para isso, basta acessar o site da empresa, preencher os dados solicitados e mandar a mensagem manifestando interesse. Se preferir, também é possível entrar em contato pelo telefone 48 3432-2100, ou pelo e-mail [email protected]

Vale a pena abrir uma sorveteria da Eskimó?

Para quem tem interesse em investir no mercado de sorvetes, fechar parceria oficial com uma distribuidora é uma opção interessante. Isso porque a marca pode passar credibilidade ao cliente, principalmente se ela for personalizada com uma identidade visual marcante, como é o caso da Eskimó.

Além disso, a empresa tem como diferencial a proposta de oferecer produtos de qualidade a baixo custo, então se a negociação indicar que a promessa se cumpre, este é um grande ponto a favor da rede.

Infelizmente, a Eskimó não informa qual é a média de faturamento mensal de suas lojas. Dessa forma, é difícil comparar com outras opções, mas se o negócio for bem planejado e se encaixar em uma área que proporcione bons níveis de demanda, é possível conseguir um retorno rápido dos investimentos.

Mas cada caso é um caso, então o fundamental conhecer bem a região em que você pretende atuar, e qual é o seu público-alvo. Dessa forma, mesmo que o investimento seja considerado alto, dá para calcular se o negócio pode proporcionar lucros que valham a pena.

Felipe Matozo
Estudante de Jornalismo no Centro Universitário Internacional Uninter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

Deixe seu comentário