Melhores alimentos para revender direto da fábrica – Ideias de negócios

Muitas indústrias contam com as chamadas “loja da fábrica”, onde os seus produtos costumam ser vendidos por um valor mais acessível – o preço de fábrica. E mesmo com fábricas que não têm estas lojas, muitas aceitam pedidos “menores”, ou seja, de pequenos negócios. Por conta disso, vamos conhecer alguns dos melhores alimentos para revender direto da fábrica.

Normalmente, pequenas empresas de varejo de alimentos compram produtos do comércio atacadista. Ou seja, as fábricas vendem para os fornecedores, que por sua vez revendem para os comerciantes. Mas quem consegue “driblar” uma destas etapas comprando direto da fonte pode eliminar alguns custos e assim economizar para obter mais lucros.

Se você tem interesse em adotar a estratégia de revender alimentos direto da fábrica, veja algumas ideias de produtos para comercializar neste formato.

revender alimentos

Como revender alimentos direto da fábrica?

A primeira coisa que temos que considerar sobre a revenda de alimentos direto da fábrica, é que muitas indústrias têm um valor alto de pedido mínimo, além de outros requisitos. Com isso, os principais compradores costumam ser supermercados e atacadistas que atuam como distribuidores.

Aqui, por exemplo, nós já conhecemos algumas das principais distribuidoras de alimentos para supermercados, o que mostra que às vezes nem empresas maiores compram direto da fábrica.

Portanto, se você quer revender alimentos com esta estratégia, precisa considerar que isso depende de alguns fatores para ser possível. Primeiro o tipo de produto que será vendido, que deve ser algo que combine bem com o modelo das revendas. E segundo que é preciso encontrar fábricas que atuem como fornecedores para empresas menores.

Sobre este segundo fator, talvez seja mais provável encontrar indústrias de porte menor, com atuação mais regional, para se comprar diretamente com elas. No caso das indústrias maiores, o processo burocrático costuma ser mais complicado, e você pode ter mais chances com as já citadas “lojas da fábrica”.

Sendo assim, o primeiro passo para quem quer revender alimentos direto da fábrica é pesquisar sobre as indústrias alimentícias da região, e entrar em contato para saber quais delas podem servir como fornecedoras para o seu negócio. É provável que as suas chances variem conforme o seu poder de compra e o porte da fabricante.

Por fim, evite ter preconceitos com fábricas pequenas, artesanais. Muitas vezes esse tipo de empresa pode ser o melhor parceiro para o seu negócio, e oferecendo produtos de muita qualidade.

Dito isso, conheça a seguir algumas ideias de alimentos para revender direto da fábrica. Para formar esta lista, demos prioridade a produtos que podem ser revendidos sem precisar de uma loja física.

1 – Doces

Há uma série de fábricas de doces espalhadas pelas cidades brasileiras, e elas costumam produzir uma boa diversidade de guloseimas. Além disso, muitas destas empresas costumam ser acessíveis para pedidos menores.

Como os doces são mercadorias ideais para as chamadas “vendas porta a porta”, é comum encontrar vendedores em diversos lugares diferentes. Boa parte destes profissionais compram em distribuidoras de doces, mas se for possível comprar direto da fábrica os lucros podem ser maiores.

No caso das grandes indústrias, podemos citar como exemplo nesta categoria as fábricas de chocolate. Se houver uma na sua região, uma dica é verificar se a fábrica tem uma loja para se comprar caixas de chocolates para revender por unidade.

2 – Sorvetes

Falando em doces, pequenas fábricas de sorvetes também são fáceis de serem encontradas em muitas regiões. E se grandes marcas como Kibon ou Nestlé costumam ter toda uma burocracia para revenda, pequenos fabricantes de sorvete vendem diretamente para o consumidor final.

Sendo assim, uma ideia que pode dar bastante lucro é comprar em grandes quantidades e sair revender com seu carro ou a pé. Mesmo que você venda na mesma cidade em que está localizada a fábrica, e com você o produto seja mais caro, o seu negócio terá o diferencial de ir até o cliente. Dessa forma, as chances de lucro são boas.

Aliás, a mesma lógica vale para os doces: muitas vezes as pessoas pagam mais caro para o revendedor mesmo tendo uma distribuidora na cidade. Questões como facilitação e atendimento diferenciado podem colocar o seu negócio à frente de uma loja.

3 – Salgados congelados

Normalmente, lanchonetes e restaurantes compram estes produtos diretamente com as fábricas ou com algum distribuidor, conforme já vimos na lista de fornecedores de salgados congelados para revenda. Mas você pode buscar um público-alvo diferente nesse mercado, e comprar pacotes de mini-salgados para revender, por exemplo.

Afinal, os salgadinhos de festa são muito comuns no Brasil, e há pessoas que gostam de comprar em porções menores do que as oferecidas por kit festas para realizar encontro com amigos no final de semana, por exemplo. Nesse caso, você pode oferecer essas porções menores tanto congeladas quanto já fritas ou assadas (por um valor maior, é claro).

4 – Produtos Coloniais

As vendas porta a porta de queijos e salames são muito comuns. Muitos vendedores compram estes alimentos direto da fábrica para revender nas ruas ou então por encomenda. E por serem produtos tradicionais neste formato de revenda, podemos concluir que os fabricantes são habituados a trabalhar com pequenos empreendedores.

Outra ideia nesta mesma categoria é incluir iogurtes nessa lista, já que as fábricas de queijo também costumam trabalhar com estes produtos.

Por fim, se você ainda acha que precisa de mais ideias, aproveite para conferir 65 ideias de negócios nas áreas de alimentos e bebidas no site do Sebrae.

Felipe Matozo
Estudante de Jornalismo no Centro Universitário Internacional Uninter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

Deixe seu comentário