O que dá mais lucro na roça? O que plantar para ganhar dinheiro na roça?

Tem uma roça, mas não sabe como utilizá-la para ganhar dinheiro? Aqui, damos dicas do que você pode plantar para ter uma boa produtividade e lucratividade. Confira e coloque as suas preferidas em prática!

o que plantar na roça

O que se planta em uma roça?

É possível ter diferentes culturas na roça, desde as de verduras até as de frutas. O que determina o que é ideal para a área é a análise do solo e das condições da região do terreno.

O motivo disso é simples: determinadas áreas não são propícias para o plantio de certos tipos de alimentos. Por exemplo, suponha que queira plantar morango, que é uma fruta com alto valor agregado e dá boa lucratividade.

Publicidade

Se morar em uma região muito quente, certamente terá problemas de produção. O morango pega e se desenvolve melhor em temperaturas médias de 20ºC durante o ano. Mais do que isso, a fruta não sobreviverá ou terá baixa qualidade.



Portanto, antes de iniciar o cultivo de qualquer hortaliça, sempre realize uma análise do solo e das condições climáticas da região, para escolher algo que seja mais adequado às características locais, evitando prejuízos.

O que plantar na roça para ganhar dinheiro?

Há uma grande variedade de hortaliças para plantar na roça e ganhar dinheiro. A seguir, apresentamos alternativas que costumam ter alta lucratividade:

Uva

A uva é uma fruta com alto valor agregado e com demanda o ano inteiro. Portanto, há uma maior possibilidade de venda e de ter uma boa lucratividade.

Publicidade


Publicidade


Ao escolher plantar uva, o produtor deve considerar um ponto importante, a variedade da fruta. Se quiser vendê-la in natura para o consumidor final, deve escolher uma variedade própria para esse fim.

Caso queira vender uva para um produtor de vinho, precisa escolher plantar uva própria para fabricação da bebida. Há, ainda, variedades destinadas ao consumo in natura e produção de vinho, sendo uma alternativa para o produtor que deseja ter mais opção de venda.

Publicidade

Laranja

A laranja é uma das frutas mais consumidas do Brasil, com garantia de mercado o ano inteiro. Existe uma ampla variedade da fruta, com alternativas para se ter safra durante 12 meses.

Publicidade

Há, inclusive, produtores que escolhem plantar diversos tipos de laranja numa mesma área para ter uma produção contínua durante todo o ano e uma boa lucratividade.

A temperatura ideal para cultivo é de 23ºC a 32ºC, portanto, trata-se de uma fruta que prefere ambientes quentes. Durante a produção, recomenda-se fazer podas de limpezas, para assegurar o bom desenvolvimento da fruta e evitar doenças e/ou pragas.

Mas, atenção a um detalhe: a colheita normalmente ocorre depois de três anos do cultivo. Logo, não se tem um retorno rápido do investimento, como acontece com outras culturas.

Mamão

O mamão também aparece frequentemente na lista de frutas mais vendidas, sendo uma boa opção para ter mercado garantido o ano todo. O produtor conta com uma ampla variedade, podendo escolher entre o mamão de solo (pequeno) ou o do grupo formosa (grande).

O plantio da fruta deve ser feito em locais com temperatura acima de 15ºC, porque abaixo disso há uma paralisação no crescimento do mamoeiro, que produz frutos de qualidade baixa.

A colheita do mamão geralmente é feita quando o fruto amadurece, o que ocorre de quatro a seis meses depois da abertura de sua flor.

Alface

Um dos principais diferenciais de plantar alface é que se trata de uma cultura de baixo custo, com excelente demanda no mercado e ampla variedade, podendo escolher aquela mais adequada ao solo e clima da roça.

Mas, não é só isso: a alface tem um ciclo de produção curto, de no máximo 130 dias, dependendo da variedade plantada. Na prática, isso significa que o retorno do investimento acontece forma rápida.

Publicidade

Pepino

Assim como a alface, o ciclo de produção do pepino é curto, normalmente entre 60 e 70 dias. Além disso, possui alta produção! Para se ter uma ideia, um hectare de área plantada pode produzir até 70 toneladas de pepino.

O pepino possui ampla possibilidade de venda, seja para consumo in natura, em conserva ou venda para restaurantes e lanchonetes que o utilizam na preparação de alimentos. Outro ponto importante é que é fácil encontrar insumos para cultivar pepino, tendo maior praticidade no cultivo.

Publicidade

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário