O número de MEI ‘s que fecham após 5 anos É ASSUSTADOR; entenda o que acontece

O MEI, ou microempreendedor individual, se tornou um meio de trabalho muito popular nos últimos tempos, porém, alguns fatores estão fazendo com que os mesmos fechem após cinco anos de atividade.

Se você é MEI, entender o que está causando o fechamento e como é possível previnir que isso aconteça consigo é fundamental. Aqui iremos lhe explicar tudo!

mei fechado

Porque os MEIs estão fechando após cinco anos de atividades

Durante a pandemia, ocorreu a maior taxa de mortalidade de MEIs (microempreendedores individuais), cerca de 29% fecham após cinco anos de atividade. Em seguida, as microempresas estão com 21,6% e as de pequeno porte com 17%. A crise da pandemia afetou principalmente o comércio. 

Publicidade

Os dados foram levantados pelo Sebrae com pequenos negócios para entender o impacto da pandemia. 



O estudo apontou que muitos desses empresários tinham aberto o negócio por necessidade, ou seja, por estarem desempregados e terem visto que era uma oportunidade de ter o próprio negócio e ganhar dinheiro. 

Para o fechamento, os motivos mais citados são: 

  • Pandemia ou Covid-19: 41%;
  • Falta de dinheiro ou financiamento: 22%;
  • Falta de clientes: 20%. 

Se você é um microempreendedor que busca entender como o restante das empresas ficaram ativas, temos a resposta. Cerca de 37% delas identificaram uma oportunidade no mercado

Publicidade


Publicidade


Como continuar ativo como MEI após 5 anos 

Como visto anteriormente, existem diversos fatores que estão afetando o contínuo das atividades como microempreendedor. Se você é um MEI e busca formas de como permanecer na linha de trabalho, as principais formas são:

  • Identificar uma oportunidade no mercado

O mercado está sempre se transformando e estar sempre atento ao que está acontecendo faz com que você consiga entender quais oportunidades estão se abrindo ao mesmo.

Publicidade

  • Aperfeiçoar o serviço ou produto

Os serviços com uma boa qualidade, independente da área, sempre irão atrair novos clientes, portanto, busque analisar e identificar o que pode ser aperfeiçoado para trazer ainda mais serviço ou produto, atraindo clientes. 

Publicidade

  • Profissionalize sua imagem 

Ser um microempreendedor não quer dizer que a sua imagem não deve importar. É essencial ter um cartão de visitas e um lugar para que as pessoas possam conhecer você e o seu serviço ainda mais. Portanto, invista em uma comunicação de qualidade, na criação de site, redes sociais e um email profissional. Isso passa mais profissionalismo dando segurança para a pessoa que busca o seu serviço ou produto. 

  • Limite seu horário de trabalho

Trabalhar é importante, porém, extrapolar o horário do expediente e confundir a vida pessoal com o trabalho pode lhe fazer ser improdutivo, procrastinador e até mesmo gerar problemas com foco e rendimento. Saiba como dividir a vida pessoal com a vida de microempreendedor – isso beneficiará você e o serviço ou negócio.

Deixe seu comentário