Natura Ekos faz intervenção visual e “incendeia” árvores do Ibirapuera para protestar contra queimadas da Amazônia

No último sábado, dia 5 de setembro, foi comemorado o Dia da Amazônia.  Por isso, a Natura Ekos decidiu fazer uma série de ações de conscientização pela cidade de São Paulo. O objetivo da marca foi mostrar para as pessoas que, ainda que esteja distante, a destruição da Amazônia afeta a vida de todos.

Uma das ações mais impactantes aconteceu com a projeção de um incêndio nas árvores do Parque Ibirapuera, um dos principais pontos turísticos e maior área verde da cidade. Ao final do “incêndio” a projeção mostrava a floresta crescendo novamente com frases sobre a importância de preservar esse grande presente da Natureza.

Simultaneamente à intervenção no Parque, imagens de sete espécies de árvores naturais da Amazônia que correm risco de extinção foram projetadas em fachadas de prédios no centro da metrópole.

Intervenção Natura Ekos

As ações da marca foram realizadas em parceria com a agência África e com a artista visual paraense Roberta Carvalho. A artista é vencedora do prêmio FUNARTE Mulheres nas Artes Visuais de 2014 e especialista em ações visuais urbanas intervencionistas. 

Essa iniciativa realizada na cidade de São Paulo ganhou ainda mais relevância devido ao acontecido do ano passado. Isso porque em 2019 as queimadas na Amazônia foram tão intensas que a fumaça percorreu milhares de quilômetros e escureceu o céu da capital paulista e de outras cidades no meio do dia. O fenômeno foi apenas uma pequena amostra de como o desmatamento do bioma pode afetar diretamente a vida das pessoas.

Dados preocupantes sobre a Amazônia dão à intervenção um tom de protesto 

A iniciativa da Natura também pode ser vista como uma forma de protesto. Afinal as notícias dos últimos meses em relação à Floresta Amazônica são preocupantes.

Segundo dados do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) no período de agosto de 2019 a julho de 2020 foram destruídos mais de 9 mil km² de floresta. E a longo prazo esses dados tendem a ser ainda piores. Isso porque a projeção dos especialistas do instituto preveem que o desmatamento dessa temporada será o maior dos últimos dez anos.

Além do prejuízo irremediável que essas destruições trazem para a natureza, existe outra grande preocupação. Ela está relacionada a manter os contratos comerciais fechados entre o Brasil e outros países durante acordos sustentáveis.

Os dados do INPE indicam que o Brasil fracassou no cumprimento de sua lei de clima, cuja meta para 2020 era limitar o desmatamento na Amazônia a no máximo 3.925 km². Isso também nos desvia da rota do Acordo de Paris, o que criará uma série de dificuldades comerciais para o Brasil no período crítico de recuperação econômica no pós-pandemia “, afirma Márcio Astrini, do Observatório do Clima.

Apesar disso e dos números assustadores, o presidente Jair Bolsonaro insistiu em vídeo publicado também no último dia 05, que o Brasil é o país que mais preserva o meio ambiente. Em contradição a essa afirmação, no dia 28 de agosto, o Ministério do Meio Ambiente anunciou a suspensão do combate ao desmatamento e as queimadas na Amazônia e em outras regiões do país. 

VEJA TAMBÉM: Natura aumenta os lucros com vendas digitais em 2020

Natura Ekos preserva a Amazônia há 20 anos

A Natura Ekos, que faz parte do kit inicial da Natura,  é uma linha de produtos criada em parceria com as comunidades amazônicas. Sendo assim, não é de se estranhar que a empresa se posicione ativamente contra os abusos sofridos pela floresta.

Os parceiros das comunidades trabalham com a coleta de ativos da floresta de forma sustentável, deixando o bioma se regenerar naturalmente. Isso garante que o equilíbrio da flora seja mantido ao mesmo tempo que gera emprego e renda para a comunidade local.

A marca realiza esse trabalho na região há 20 anos e já ajudou a preservar por volta de 1,8 milhão de hectares de floresta com as ações de preservação. Uma das mais interessantes foi em relação a semente de Ucuuba. O ativo gera três vezes mais renda para a comunidade do que a derrubada da árvore para a criação de artigos de madeira. Atualmente os trabalhadores colhem esse ativo que é utilizado nos produtos da Natura Ekos e se mobilizam ainda mais na preservação da espécie. 

A Natura Ekos é uma das únicas marcas do mundo a receber o selo internacional de atestado de biocomércio ético, o UEBT. 

Se você quer participar da equipe da Natura vale a pena conferir como fazer cadastro para se tornar uma consultora e receber lucros fazendo a revenda de produtos.

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário