Natura é a empresa com a melhor reputação corporativa do Brasil

O Monitor Empresarial de Reputação Corporativa (Merco) divulgou essa semana seu ranking anual. Pela 7ª vez consecutiva, a Natura assumiu a liderança com a melhor reputação corporativa entre empresas do país.

No mesmo ranking também aparece a Avon, pertencente ao grupo Natura &Co desde 2020. No levantamento atual a empresa conseguiu melhorar uma posição desde 2019 e ficou com o 16º lugar.

Com reputação reconhecida em toda a América Latina e Espanha, o Merco realiza o levantamento de reputação corporativa de empresas há 20 anos.

Publicidade

A elaboração do ranking é feita por meio de entrevistas com vários profissionais e especialistas das áreas empresariais de vários âmbitos, além dos próprios consumidores. A instituição opera em países como o Chile, Argentina, Bolívia, Equador e outros da América Latina e Central.



Natura melhor reputação entre empresas

No Brasil essa foi a sétima edição do ranking e em todas as anteriores a Natura também apareceu no topo da lista com a melhor reputação entre as empresas verificadas.

Por conta de seus critérios de escolha serem considerados bastante minuciosos, para o CEO da empresa de beleza, João Paulo Ferreira, é uma honra aparecer novamente no ranking.

“[…] estamos honrados de estar mais uma vez entre as empresas com a melhor reputação do país, especialmente em um ano tão desafiador quanto o último, que exigiu mais do que nunca que estivéssemos orientados por nossos princípios e valores para cuidar das pessoas da nossa rede“, declarou Ferreira.

Confira também:
Produtos mais vendidos das marcas Natura, Avon e Eudora

Publicidade


Publicidade


O executivo acredita que o reconhecimento recebido pela Natura com a melhor reputação da lista, provém, principalmente, dos compromissos socioambientais adotados pela empresa. Segundo ele, são esses que orientam as decisões e a busca por evolução do negócio.

Além das empresas, o levantamento do Merco também lista os líderes com a melhor reputação do Brasil.

Publicidade

No ranking desse ano, quatro executivos também da Natura foram citados. Foram eles o próprio CEO da empresa João Paulo Ferreira, o presidente do Conselho de Administração Roberto Marques e os cofundadores e copresidentes do Conselho da empresa, Guilherme Leal e Pedro Passos.

Publicidade

Natura &Co consegue bater a meta de ter mais mulheres em cargos de liderança

Até 2023 a Natura &Co se comprometeu a garantir a equidade entre os gêneros e seus salários nos cargos de liderança das empresas do Grupo. Com isso, a meta era de ter ao menos 35% de mulheres em cargos a partir da vice-presidência e 50% no Conselho de Administração da instituição.

Apesar de as projeções deverem ser alcançadas até 2023, já nesse ano a empresa alcançou a marca de 51% de mulheres em cargos de liderança na América Latina.

Segundo Andrea Alvarez, vice-presidente de Marca da empresa, o desafio agora é fazer com que esses números também sejam atingidos em outras regiões do mundo onde a Natura também atua. Além disso, a executiva afirma que muito além da igualdade de gênero, a empresa também pretende avançar em equidade de outros grupos considerados minoritários.

 “Seguiremos gerenciando esses progressos e conquistando avanços importantes para a equidade de gênero, mas também para a equidade étnico-racial, LGBTI+, de pessoas com deficiência e outros grupos subrepresentados de acordo com as particularidades de cada região”, afirmou a vice-presidente.

O objetivo de tornar a Natura &Co uma instituição não apenas ambientalmente, mas também socialmente sustentável foi estipulado no Visão de Sustentabilidade 2050 da empresa. No documento, a Natura estipula 3 compromissos principais a serem assumidos por Natura, Avon, The Body Shop, Aesop e qualquer outra marca que venha a fazer parte do Grupo no futuro. São eles:

  • Enfrentar a crise climática e proteger a Amazônia;
  • Abraçar a circularidade e a regeneração;
  • Defender os direitos humanos e ser mais humano.

As metas de equidades entre gêneros e grupos das minorias se encaixam no terceiro compromisso.

Apesar de essas metas terem sido estipuladas a pouco tempo, já há muitos anos a Natura vem aderindo a iniciativas que tornem seu ambiente de trabalho mais favorável as mulheres. Atualmente o corpo de cientistas desenvolvedores de produtos da empresa é composto 70% por mulheres, por exemplo.

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário