Uber oferece linha de crédito especial para motoristas e entregadores

Em parceria com o banco digital Digio, a empresa de aplicativo de corridas e entregas, Uber, está oferecendo empréstimos pessoais de R$1.000 a R$5.000 para motoristas da plataforma.

Inicialmente, a linha de crédito está disponível para atender até 1000 prestadores de serviço da empresa. No entanto, muito em breve a empresa pretende disponibilizar o serviço a todos os entregadores e motoristas da Uber pelo país.

A concessão tem taxa de juros de 2,97% ao mês e prazo de até 12 meses. Os pagamentos poderão ser realizados semanalmente a partir de retenção da entrada de receita de motoristas, com diminuição do valor nominal das parcelas pagas com adiantamento.

uber linha de crédiot digio

Segundo a diretora-geral da Uber no Brasil, Cláudia Wood, essa iniciativa se apresenta como uma forma de exercer a responsabilidade social da empresa para com seus parceiros. A diretora acredita que essa facilitação de crédito garantirá mais trabalho e geração de renda aos motoristas e entregadores da plataforma.

Por outro lado, a ação da Uber e da Digio também pode ser vista como um meio de fidelizar seus parceiros. Por conta da grande competição entre os aplicativos de corrida e entregas no país, a marca busca ter prioridade com seus prestadores de serviço que, em muitos casos, trabalham com outras empresas além da Uber.

Para a Digio, o lançamento dessa carteira de crédito vem de encontro a tendência recente dos bancos de lançar linhas de menor risco para os clientes. Com isso, pretende-se diminuir a inadimplência devido à crise econômica causada pela pandemia de Corona Vírus.

O superintendente do banco digital, Eid Tayar, acredita que esse tipo de linha de crédito também pode ser aplicado a outras plataformas além da Uber.

Isso vale para todo perfil de prestadores de serviço que têm recebíveis recorrentes”, afima Eid Tayar.

Com incentivo financeiro aos motoristas, Uber quer viagens em frota totalmente elétrica até 2040

Com início em 15 cidades do Canadá e nos Estados Unidos, a Uber pretende incentivar seus motoristas a mudar para carros elétricos. O incentivo virá por meio de pagamentos maiores para aqueles que fizerem uso desses automóveis em suas corridas.

Segundo o aplicativo, a meta é que até 2030 toda a frota da Europa, EUA e Canadá seja de carros elétricos. Até 2040 a ideia é que os carros de todos os países também sejam.

Para que os motoristas se sintam motivados a aderirem aos carros elétricos, a companhia dará um pagamento adicional para esses trabalhadores.

Os passageiros também farão grande contribuição para essa mudança e incentivo por meio da modalidade de “Uber Green”. Com ela os clientes que tiverem preferência em andar em carro elétrico ou híbrido contribuem com um pequeno acréscimo no valor da corrida que será repassado para o motorista.

A empresa acredita que os passageiros não se importarão com o pequeno aumento do valor da viagem. Isso porque, a crescente conscientização para os assuntos climáticos e sustentáveis é uma tendência.

Empresa tem como objetivo zerar emissão de gases

A justificativa da Uber para essa grande transição dos veículos é o Aquecimento Global. Para a empresa todo esse trabalho é necessário para zerar as emissões de gases de efeito estufa.

A ação acontece em resposta ao relatório da Transport and Environment de 2019. O levantamento encontrou relação entre o aumento de gases poluentes na Europa e o crescimento do número de motoristas de aplicativos.

Apesar da meta, a Uber garante que nenhum motorista será obrigado a mudar de veículo. A companhia irá fazer um investimento de 800 milhões de dólares para auxiliar nessa transição dos motoristas até 2025.

Parcerias com locadoras de carros, montadoras e outras empresas de automobilismo também devem ajudar a empresa a cumprir seu objetivo.

Por enquanto a mobilidade da empresa em colocar o projeto em ação será apenas no hemisfério norte do globo, não havendo ainda previsão de quando ele chegará no Brasil.

Veja também: 

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário