Grau de Produtividade: Como saber se o seu é baixo, médio ou alto

Você sabe qual o seu grau de produtividade nas tarefas do dia-a-dia? Durante a pandemia praticamente todas as pessoas sofreram algum impacto em sua produtividade e hoje você vai descobrir como anda a sua.

Segundo os dicionários, o significado da palavra produtividade diz respeito a qualidade ou condição do que é produtivo, indica o potencial de produzir ou quantifica o que é produzido.

A produtividade, portanto, é definida como uma relação entre a produção e os fatores contribuintes ligados a esse processo. Por sua vez, os fatores são definidos, ou seja, podem sofrer variações, sendo eles pessoas, máquinas, materiais, entre outros.

grau de produtividade

Na vida comum e no mercado de trabalho, o termo produtividade torna-se recorrente a partir de que são estabelecidas as metas.



As metas estão presentes em nosso cotidiano desde os afazeres domésticos até os maiores desafios decorrentes do nosso ambiente de trabalho. Elas também podem variar em níveis de dificuldade e em consequências visto que, na maioria das vezes, deixar de cumprir uma meta acarreta um resultado.

Essa questão das metas e produtividade é ainda mais complicada para pessoas que trabalham em home office e lidam com muitas distrações. Veja esse artigo sobre home office para saber como trabalhar melhor nesse modelo.

Neste artigo mapeamos alguns comportamentos que podem indicar o grau da sua produtividade, no entanto, salientamos que ser produtivo exige de você um empenho redobrado.




Publicidade


Ser produtivo indica que você observa criticamente seu ritmo de vida e as funções que você desempenha nos ambientes que frequenta. Além disso, é preciso esclarecer que sempre existirão possibilidades para readequar hábitos para tornar sua vida mais saudável e feliz.

Grau de produtividade Baixo

Normalmente, pessoas consideradas pouco produtivas ou com rendimento baixo são aquelas com esses fatores em comum:

  • Desorganização: A falta de organização sempre atrapalhará o ritmo dos seus rendimentos. Estar sempre se perguntando onde guardou algo físico ou de que forma armazenou um arquivo virtual indica que você ainda é desorganizado;
  • Falta de Planejamento: Não planejar suas ações, pode ser um problema. Sem definir com clareza o que precisa ser feito e de que forma essas tarefas precisam ser executadas sua atuação será mais difícil;
  • Falhas na comunicação: A falta de planejamento também pode influenciar na sua comunicação. As atividades podem exigir um trabalho conjunto e uma comunicação confusa nunca será a melhor solução;
  • Problemas emocionais: Crises pessoais, familiares, de saúde ou de ordem financeira podem tomar suas forças na hora de produzir, portanto atente-se as incoerências assim que detectá-las. Um dos pilares dessas crises pode ser a incapacidade de expor o que você não pode fazer, portanto, evite o acumulo de tarefas para além da sua capacidade de realização;
  • Procrastinação: Uma pessoa pouco produtiva estará com o seu andamento impedido por sempre deixar suas demandas para depois. Desviar de demandas ou adiá-las por muito tempo, com certeza, bloqueia sua produtividade.

Caso você se identifique com as afirmações acima é hora de repensar seus hábitos e buscar um grau de rendimento maior!



Grau de produtividade Médio

O nível médio de rendimento aponta aquelas pessoas que tem uma produtividade intermediária, o que pode indicar alguns fatores:

Em alguns casos, pessoas com o nível de produtividade mediano tem aspectos parecidos com as de rendimento baixo. No entanto, se sobressaem em algumas atividades, equilibrando assim seu andamento.

Contudo, existem também aquelas pessoas que são medianas em todas as suas funções e, por vezes, não demonstram melhores resultados por falta de empenho ou incentivo.

Caso você se sinta assim, atente-se aos comportamentos que resultam em níveis altos de rendimento descritos a seguir.

Rendimento Alto

Para obter um nível de satisfação no quesito produtividade você deverá:

  • Ser organizado: Ter seus itens comuns organizados facilitará o andamento das suas atividades, independente do ambiente que você está.
  • Planejar: Observar tudo aquilo que precisa ser feito e criar um método para executar tais tarefas é sinônimo de ser produtivo, pois assim você realizará suas tarefas em um tempo muito menor.
  • Manter o equilíbrio: Atente-se a aderir hábitos que contribuam para a sua saúde emocional e corporal, bem como facilitem seu convívio familiar e seu desempenho financeiro. Dessa forma você não acumulará tensões na hora de executar uma tarefa.
  • Cumpra suas metas: Quando tiver alguma tarefa a ser cumprida, organize seu tempo para finalizá-la assim que possível. Evite deixar para depois o que pode ser feito dentro do prazo correto, pois se os prazos existem devem ser cumpridos.
  • Seja honesto: Caso sinta que uma função extrapola seus limites, busque algo ou alguém que possa desempenhá-la de uma melhor maneira. Ser honesto com você mesmo significa reconhecer suas potencialidades e, principalmente, aceitar que uma demanda pode ser melhor desempenhada por outra pessoa ou até mesmo por uma máquina.

Veja também: Reunião produtiva: Dicas para revolucionar os seus encontros com equipe

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário