7 erros comuns de empresas para não cometer no seu negócio

Ao pensar em montar um negócio, diversos fatores precisam ser analisados para diminuir ao máximo as chances de falhas. Pensando nisso, o G1 identificou pelo menos 10 erros comuns que as empresas cometem ao chegarem ao mercado.

Segundo o Sebrae, um dos principais motivos para que diversas empresas acabem não dando certo, é a falta ou erros de planejamento. Para os especialistas, muitos empreendedores acreditam que apenas oferecer um bom produto o serviço é o bastante para se ter sucesso nos negócios. Isso acaba sendo um grande equívoco responsável por muitos prejuízos.

Sendo assim, se você pensa em abrir a sua empresa e não quer correr riscos de acabar perdendo dinheiro, nós selecionamos os 7 principais erros de empresas listados pelo  G1 para você não cometer na sua.

erros empresas

1 – Falta de um Plano de Negócios é erro grave de empresas

Publicidade

O plano de negócios é um documento que deve ser elaborado pelo empresário antes de colocar seu empreendimento em prática.



Ele serve como um guia para que o empresário consiga avaliar os riscos do negócio e também para analisar oportunidades e alternativas que possam ser aplicadas.

Dessa forma, quando o empreendedor decide por pular essa etapa tão importante, as chances do negócio dar errado são bastante significativas.

Apesar da pressa que costuma acompanhar os novos investidores do mercado, o Sebrae recomenda ao menos 6 meses de pesquisas para que a elaboração do plano de negócios seja realmente relevante.

Publicidade


Publicidade


2 – Erra a escolha do ponto de vendas

Mais um problema que poderia ser evitado com um pouco mais de pesquisa. O ponto comercial é uma das principais vitrines de qualquer negócio físico. Dessa forma, não podem haver equívocos nesse momento, visto que esse é um fator que exige um alto valor de investimento.

O ideal a se fazer antes da escolha é buscar conhecer bem a região em que se pretende instalar o estabelecimento. Concorrentes, público, circulação de pessoas e visibilidade são coisas que precisam ser consideradas.

Publicidade

3 – Não tratar a empresa como um negócio

É comum que muitos empreendedores iniciem um negócio a partir daquilo com o que se identificam ou que gostam de fazer. Isso não é um problema contanto que o segmento possua demanda e que seja realmente tratado com seriedade.

Publicidade

Dessa forma, é importante para o empreendedor saber se aquilo que ele está oferecendo tem potencial real de venda. Além disso, é preciso ter disciplina em relação a horários, produção, fluxo de caixa e outros detalhes que farão com que o negócio não seja confundido com um Hobby pelo empresário.

4 – Não considerar a necessidade dos clientes

A falta de consideração por aquilo que o cliente precisa e deseja é um grave problema e que pode levar a empresa a falência.

Dessa forma é importante entender a necessidade do consumidor e tentar atendê-la prontamente. Mais que isso, é preciso saber exatamente quem é seu cliente para não oferecer a ele produtos e serviços sem relevância.

5 – Falta de formação por parte do empreendedor

Apesar de alguns negociantes terem bastante sucesso mesmo tendo começado sem nenhum tipo de conhecimento específico empresarial, esse não é um comportamento aconselhado pelos especialistas.

Buscar algum tipo de formação na área de gerenciamento de negócios é importante para garantir que assertividade nas estratégias e decisões da empresa. Dessa forma, a operação não fica embasada apenas nos “achismos”.

Para aquele empreendedor que não tem como investir tempo e dinheiro em uma graduação, hoje em dia existem variadas opções de cursos mais curtos para negociantes e que podem ser feitos a distância. Basta pesquisar.

6 – Misturar dinheiro da empresa e dinheiro pessoal

Ver as receitas da empresa como pessoais é um erro gravíssimo que coloca em risco a saúde financeira da empresa.

Muitos empresários não têm a noção de que o dinheiro da empresa não pertence ao empresário e não pode ser utilizado para gastos que não digam respeito a empresa.

Publicidade

Dessa forma, esse é um dos erros mais comuns ao se abrir um negócio.

7 – Insistir no negócio mesmo quando não há mais nada a ser feito

Não saber o momento de largar o negócio mesmo após todas as estratégias já terem sido aplicadas e não terem obtido resultados, é mais um problema.

Publicidade

É preciso saber o momento de parar, antes de despender ainda mais investimentos em uma empresa fadada ao fracasso.

Veja também: 9 erros nas redes sociais da sua empresa que afastam os seus clientes

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário