Cinco dicas para escolher franquia ideal para investimento

Cada vez mais empreendedores tem pensado em investir no mercado de franquias. No entanto, são tantas as opções que é sempre bom buscar por dicas que ajudem a escolher a franquia ideal para o objetivo de cada investidor.

Normalmente, o empreendedor que opta por investir em uma franquia, busca facilidade nos processos e solidez no mercado, visto que prefere colocar suas fichas em um negócio já pronto e estruturado ao invés de iniciar tudo do zero.

O mercado franchising do Brasil vem crescendo a cada ano e, em momentos de crise como a de 2020, não apresentou grandes oscilações. Segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), apesar da queda sofrida em abril do ano passado, o setor já havia se recuperado e apresentava sinais de crescimento em outubro do mesmo ano. Um feito e tanto em um período tão caótico.

dicas para escolher franquia
Publicidade

Com tudo isso posto, fica claro que as franquias podem ser uma ótima alternativa para diversos negociantes. Porém, com tantos modelos e empresas oferecendo o modelo, diversas análises precisam ser feitas para que a escolha não represente arrependimentos no futuro.



Para ajudar na escolha, veja a seguir 5 dicas para escolher a franquia ideal e evitar erros.

1 – Não escolher apenas por ramo de atividade

Uma das indicações comuns ao se abrir qualquer tipo de negócio, é optar por um ramo de atividade ao que se tenha identificação. O preceito disso é que, todo negócio tem mais chances de prosperar quando se há motivação para o trabalho, quando se gosta daquilo que se está fazendo.

Apesar disso, é importante ter em mente que escolher uma franquia utilizando apenas esse critério pode ser um tiro no pé. Isso porque, além do segmento, é preciso avaliar o valor total do investimento, se a franquia tem tempo suficiente no mercado e qual o prazo de retorno do dinheiro investido.

Publicidade


Publicidade


Por isso, é importante realizar uma ampla pesquisa e não se deixar levar apenas por um desejo momentâneo.

2 – Experiência da operação no mercado – Dicas para escolher franquia

Antes de escolher uma empresa para se tornar franqueado é necessário analisar qual a experiência da mesma com o formato de franquia.

Publicidade

Em muitos casos, empresas que iniciaram recentemente com o modelo podem oferecer valores mais em conta aos seus primeiros franqueados. No entanto, o risco de investir nesse primeiro momento é bastante alto.

Publicidade

Muitos empresários, na ânsia de expandir sua marca por meio de franquias, acabam por não elaborar muito bem todos os fatores que envolvem uma operação desse porte. Isso acaba gerando dor de cabeça tanto para o franqueado quanto para a própria franqueadora que tem que lidar com problemas inesperados e acaba sujando sua imagem perante os investidores.

Dessa forma, quando for escolher a franquia ideal para investir, busque por empresa de longa história no mercado, com padronização concreta de operações e fuja dos negócios que mal estrearam no ramo e já começaram a oferecer franquias.

3 – Associação na ABF – Dicas para escolher franquia

A Associação Brasileira de Franchising é a organização responsável por um certo tipo de avaliação das franquias no Brasil.

Dessa forma, para estar associado a instituição, a franquia precisa atender diversos critérios como: documentação aprovada por todos os órgãos jurídicos, fiscais e contábeis obrigatórios, apresentar balanço financeiro dos últimos dois anos da empresa, entre outros requisitos.

No caso de a franquia não corresponder a alguma das obrigatoriedades da associação, ela não pode ser homologada.

Dessa forma, ao escolher uma franquia que seja associada a ABF, o empreendedor garante que está investindo em uma empresa séria e como o mínimo de atuação de mercado.

Leia também:

4 – Histórico da Franquia – Dicas para escolher franquia

Estar por dentro do histórico da franquia na qual se está pensando em investir, é mais um fator essencial para o futuro franqueado.

Publicidade

Nessa pesquisa, é preciso considerar tanto a opinião dos clientes em relação a empresa quanto a opinião dos já franqueados da empresa (caso existam). Apenas assim o empreendedor conseguirá avaliar qual será a receptividade dos consumidores para com os produtos ou serviços oferecidos pelo negócio, assim como a relação com os mesmos.

Da mesma forma, é importante saber a opinião de outros franqueados para conhecer mais a fundo possíveis problemas de suporte da franqueadora, assim como se o que é acordado durante o contrato é realmente cumprido por parte da empresa.

Publicidade

5 – Estrutura

A avaliação da estrutura ofertada pela franqueadora é outra coisa que tem que ser levada a sério pelo franqueado.

É necessário saber exatamente qual a estrutura física oferecida, mas para além disso, também é importante conhecer quais os outros suportes, treinamentos e assessorias da franqueadora.

O padrão demandado pela franqueadora, assim como o dia da operação do negócio precisam estar de acordo com o objetivo do empreendedor. Do contrário o contrato pode se tornar custoso, tanto financeiramente quanto psicologicamente para o investidor.

Veja também: Franquias para MEI: 12 opções para abrir como microempreendedor

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário