Como vender no Mercado Livre sem ter estoque – Dicas do que fazer

Começar um negócio é o desejo de muita gente, porém, nem sempre as condições financeiras permitem que se inicie uma empresa de forma tradicional. Vender sem ter estoque no Mercado Livre é um dos exemplos mais claros de quem, mesmo sem todo respaldo necessário, decidiu arriscar e empreender.

Vender sem estoque na internet é uma das tendências do momento, e o Mercado Livre, como a maior plataforma de vendas online da América Latina, também se tornou point para esses tipos de comerciantes.

Se você está pensando em começar o seu negócio, saiba que existem duas principais maneiras de não precisar de um estoque para vender no Mercado Livre. Veja a seguir.

vender sem estoque mercado livre

Veja também:



Dropshipping – Como vender sem estoque no Mercado Livre

O Dropshipping hoje é a maneira mais usada por quem deseja vender sem estoque no Mercado Livre.

Para quem não está familiarizado com o termo, dropshipping é o tipo de negócio em que o comerciante tem parceria com um fornecedor de seus produtos e é esse fornecedor o responsável por armazenar e enviar os produtos para os clientes.

Dessa forma, é como se o comerciante atuasse como um mediador de vendas.




Publicidade


As novas regras do Mercado Livre tornaram a prática do dropshipping na plataforma mais viáveis. Isso porque, atualmente, o vendedor tem a liberdade de determinar o prazo de envio dos produtos ao cliente, o que não acontecia antes.

Essa mudança permite que haja mais acertabilidade no processo entre vendedor e fornecedor visto que há mais tempo para o repasse do pedido, e preparo do produto para envio ao cliente.

Quais as regras do Mercado Livre para vendas Dropshipping?

Para que o dropshipping no Mercado Livre seja um sucesso e não repercuta negativamente na reputação do vendedor, é preciso se atentar as regras do ML.



Em primeiro lugar é preciso saber que não é possível fazer dropshipping internacional. A regra tem o objetivo de vetar entregas que possam levar semanas ou até meses, comuns em compras internacionais.

Sendo assim, obrigatoriamente o fornecedor precisa ser local, ou seja, estar localizado no mesmo estado que o vendedor.

Outro motivo para que o fornecedor seja local é que, ainda que o produto seja enviado por ele é preciso que a mercadoria possua a etiqueta do Mercado Livre. Essa etiqueta só pode ser emitida no estado de origem do vendedor.

Fornecedores de confiança

Para além das regras do Mercado Livre, é preciso que o vendedor também tome cuidados para que o seu dropshipping seja bem-sucedido.

O principal de tudo é ter plena confiança nos fornecedores com quem se tem parceria. Eles serão os principais responsáveis por manter a sua reputação no Mercado Livre e a satisfação dos seus clientes.

Sendo assim, conheça bem cada um e o principal, tenha mais de um fornecedor. Dessa forma, caso um deles tenha falta de produto comprado, você consegue atender o seu cliente com outro.

Vendas por encomendas

A segunda melhor maneira de vender no Mercado Livre sem ter estoque é por meio de encomendas.

Essa estratégia é muito utilizada por empreendedores do artesanato que produzem mercadorias personalizadas e precisam de mais tempo para a fabricação.

Com as vendas por encomendas o empreendedor precisa investir apenas naquilo que já teve a venda confirmada.

No caso, nesse modelo, é necessário selecionar a opção de “combinar com o vendedor”, na forma de envio. Desse modo, o empreendedor pode conversar diretamente com o comprador para combinar em quanto tempo a mercadoria estará pronta para ser enviada.



Vale a pena vender sem estoque no Mercado Livre?

A resposta para isso depende bastante. No caso, pode-se dizer que as vendas por encomenda podem acabar valendo mais a pena do que o dropshipping.

O dropshipping é um ótimo modelo para se iniciar nos negócios, mas é inegável que o faturamento do vendedor é muito menor do que se ele trabalhasse com estoque próprio. Sendo assim, apesar de bom no início, não é aconselhável manter esse tipo de esquema por muito tempo.

Já nas vendas por encomenda, com certeza vale a pena visto que o empreendedor produz apenas aquilo pelo que já recebeu, sem lidar com desperdícios ou intermediações. Todo o lucro é seu.

Fonte: Gyra Mais

Veja também: Como vender uma loja montada: Dicas para venda de pontos comerciais

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário