Como vender gás? Melhores distribuidores e como começar

Conhecido no Brasil todo como “gás de cozinha”, o GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) é um item indispensável para a grande maioria dos brasileiros. Por conta disso, o que não falta é demanda para este produto, fazendo com que muitos empreendedores tenham interesse em vender gás.

Abrir uma revenda de gás pode ser muito lucrativo, mas é preciso tomar uma série de cuidados desde as primeiras etapas para montar a empresa, até o manejo deste produto na administração do seu negócio. Além disso, o próprio processo de abertura de empresa conta com algumas especificidades nos requisitos para cumprir.

Para entender melhor como funciona esse procedimento, e conhecer as principais distribuidoras e dicas para começar a vender gás, acompanhe o texto a seguir e se prepare para empreender.

vender gás

Procure um distribuidor

Publicidade

Como já dissemos, abrir uma revenda de gás exige alguns procedimentos específicos do setor. Afinal, como todos sabem, este é um produto perigoso que precisa ser mantido e administrado de forma segura. Por isso, há várias exigências para mostrar que você está apto para o negócio.



Sendo assim, o primeiro passo recomendado para quem quer vender gás é encontrar o distribuidor parceiro da empresa. Isso porque as redes costumam contar com consultores especializados que oferecem apoio aos novos empreendedores, de forma que você não fica desamparado no processo de abertura da sua revenda.

Os principais distribuidores de gás do mercado brasileiro oferecem páginas exclusivas para futuros revendedores em seus sites oficiais. No site de cada uma das principais redes do país há mais informações sobre a empresa, o procedimento para ser um revendedor autorizado, e as vantagens da parceria.

Assim, recomendamos que você acesse as páginas dos distribuidores listados para conferir qual vale mais a pena para o seu negócio. Os links para acesso estão disponíveis ao lado dos nomes das empresas, e ao clicar sobre qualquer um deles você será encaminhado para a página de revendedores da empresa escolhida. As principais redes distribuidoras do país são:

Publicidade


Publicidade


Para preencher o formulário de manifestação de interesse, basta clicar em “Seja um revendedor”. Mas antes disso pesquise bem sobre a empresa escolhida e tire todas as suas dúvidas para ter certeza de que esta é, de fato, a melhor alternativa.

Requisitos para vender gás

Assim como em qualquer outro ramo de negócios, você precisará seguir os procedimentos para abertura de empresa. Primeiramente, é necessário ter um CNPJ como Comércio Varejista de Gás Liquefeito do Petróleo (GLP).

Publicidade

Após isso, são necessárias as seguintes documentações para começar a vender gás:

Publicidade

  • Alvará do Corpo de Bombeiros – deve ser emitido após uma vistoria que você deve solicitar junto à entidade;
  • Alvará da Prefeitura – os documentos de liberação por parte do Corpo de Bombeiros são necessários para solicitar outros registros na Prefeitura. Mas os documentos exigidos costumam variar entre uma cidade e outra, por isso você deverá pesquisar quais são as exigências no seu município;
  • Liberação da ANP – esta liberação por parte da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis é a etapa final da fase de documentação.

Conforme dito anteriormente, a distribuidora deve te ajudar com esses processos burocráticos. Por garantia, pesquise antes com a empresa escolhida para saber se eles prestam serviço de acompanhamento para abrir novas revendas.

Se você prefere saber mais detalhadamente sobre os documentos e infraestrutura necessárias para vender gás, a Ultragaz oferece um e-book gratuito com um passo a passo que pode ser baixado no site da empresa a partir deste link.

Estrutura e equipe para vender gás

Sobre o espaço necessário para montar uma revenda de gás, o mínimo recomendado é de 100 m². Além disso, existem algumas restrições quanto à localidade, pois o terreno não pode ser ao lado de escolas, igrejas, e outros imóveis que costumam reunir muitas pessoas.

Também é necessário consultar a prefeitura da sua cidade para saber se ela permite a instalação de uma revenda de gás na região escolhida. E caso seja necessária alguma adaptação no terreno selecionado para montar a empresa, a distribuidora deve orientá-lo nesse sentido.

Percebe como o procedimento não é simples? Por isso é importante conferir qual o tamanho do suporte oferecido pela distribuidora escolhida na montagem do seu negócio. Dependendo da empresa, consultores ainda podem auxiliar com orientações sobre especificações técnicas e aproveitamento do espaço, por exemplo.

É possível que a distribuidora também conte com um sistema próprio de gestão da empresa. Nesse caso, ela também deve oferecer um treinamento para a equipe saber trabalhar com o sistema.

Em relação à equipe da sua revenda de gás, a empresa irá precisar de profissionais para trabalhar com administração, atendimento e, naturalmente, entregas. Além disso, também serão necessários os devidos equipamentos para cada uma destas funções. Sobre os veículos, fica a seu critério trabalhar com motos, caminhões ou utilitários.

O tempo para abrir uma revenda de gás varia de acordo com a burocracia necessária e prazos estipulados em cada cidade. Entretanto, o prazo médio estipulado para montar a empresa e começar a operar é de aproximadamente 6 meses. Sobre o investimento inicial, a estimativa fica entre R$ 20 mil e R$ 100 mil, dependendo do tamanho da empresa.

Publicidade

Felipe Matozo
Estudante de Jornalismo no Centro Universitário Internacional Uninter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

Deixe seu comentário