Aprenda como plantar cebolinha e ganhar dinheiro vendendo a verdura e produtos derivados

A cebolinha é uma hortaliça presente na maioria dos pratos, lanches e acompanhamentos de refeições do dia a dia do brasileiro.

Por isso, se você está em busca de uma sugestão de produto para plantar e vender, a cebolinha é uma excelente alternativa, tendo mercado o ano inteiro.

Mas, afinal, como plantar cebolinha? Neste post, damos todas as informações que você precisa saber, além de sugerir alternativas de venda. Confira!

plantar cebolinha

É difícil plantar cebolinha?

Publicidade

Quem não sabe como plantar cebolinha normalmente tem uma dúvida: será que essa atividade é muito difícil? Felizmente, não é! O cultivo não exige o conhecimento de técnicas especiais, muito menos o uso de insumos caros.



Por isso, é uma boa opção para quem quer começar com algo fácil ou que não exija um orçamento mais robusto para plantação. Também é uma alternativa para quem já é agricultor e busca uma forma de complementar sua renda.

Como plantar cebolinha

Para plantar cebolinha e ter uma boa produtividade basta seguir as principais boas práticas de cultivo. A seguir, indicamos quais são elas:

Ambiente e solo para plantar cebolinha

De acordo com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), o ambiente ideal para plantar cebolinha é o de clima temperado, com temperaturas que variam de 10ºC a 24ºC.

Publicidade


Publicidade


Além disso, a área deve ser bem iluminada, porque a hortaliça se desenvolve melhor em ambientes com essa característica, gerando um produto de qualidade e mais bonito.

A hortaliça prefere solos com textura média e bem drenados, inclusive ricos em nutrientes. Recomenda-se fazer uma adubação com esterco de gado bem curtido, com esterco de galinha ou composto orgânico, se necessário.

Publicidade

O produtor pode trabalhar com área de plantio de pequeno, médio e grande porte, desde que o local tenha as características de ambiente e solo ideais para ter uma boa produção.

Publicidade

Plantio

O plantio da cebolinha é feito por meio de sementes ou mudas. Não importa qual método seja eleito, recomenda-se utilizar sementes ou mudas de origem conhecida, com identidade botânica e que estejam em bom estado fitossanitário.

No que se refere ao espaçamento, o indicado é que seja de 20 por 10 centímetros entre linhas e plantas, respectivamente. Dessa forma, dá para disponibilizar espaço suficiente para o desenvolvimento da planta, além de aproveitar melhor toda a área disponível.

Adubação

A adubação pode ser química ou natural, dependendo do resultado da análise feita do solo e identificação de deficiência de nutrientes. Normalmente se usa esterco de gado ou galinha.

Se optar pela adubação química, recomenda-se o uso de pentóxido de fósforo, potássio e nitrogênio, garantindo que o solo tenha nutrientes necessários para o desenvolvimento da cebolinha.

Irrigação e cuidados extras

A indicação geral é a de manter o solo úmido, mas não encharcado. Também é muito importante limpar a área manualmente para retirar plantas invasoras e assegurar o melhor desenvolvimento da cultura.

Produção e colheita

A colheita da cebolinha é de 3 a 4 meses depois do plantio, quando a hortaliça atinge cerca de 30 centímetros. O trabalho é feito manualmente e se colhe somente as folhas verdes, retirando as mais velhas e menos desenvolvidas.

Depois, o produto deve ser mantido em uma unidade de secagem, para garantir o armazenamento adequado da produção, com menor risco de perda do produto.

Custo

O custo médio para plantar cebolinha varia de acordo com os insumos que o produtor utiliza, mas o cultivo é considerado de custo baixo, especialmente em comparação a outras hortaliças disponíveis no mercado.

Publicidade

Logo, é uma alternativa para quem deseja plantar e vender algo que não exige conhecimento específico ou um orçamento inicial elevado.

Como vender cebolinha

O produtor tem a opção de vender cebolinha in natura, com comercialização para feirantes, supermercados e hortifrúti. Se preferir, há a alternativa de venda para restaurantes, lanchonetes e bares.

Publicidade

Uma opção que ajuda a aumentar a possibilidade de lucro é vender cheiro verde, que é a salsinha e cebolinha em um maço só, alternativa comercializada em feiras, supermercados e lojas especializadas.

A hortaliça também pode ser utilizada na composição de pratos salgados, como conservas, sopas, arrozes, massas, entre outros, garantindo sabor e uma apresentação especial do prato.

Independente da sua escolha, sempre cuide de detalhes como o estoque, transporte e apresentação do produto, escolhendo embalagens especiais. Também precifique adequadamente, para evitar a possibilidade de prejuízo.

Se trabalhar com produtos derivados ou orgânicos, por exemplo, poderá utilizar preços maiores, tendo uma boa lucratividade.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário