Como abrir uma franquia? Requisitos e como funciona

O franchising cresceu e se tornou tão popular que muitos empreendedores pensam em investir nesse tipo de negócio. Porém, com tantas possibilidades de mercado, é comum surgir a dúvida de como abrir uma franquia.

O processo para abrir uma franquia costuma ser semelhante entre a maioria das empresas. Contudo, é necessário ficar atento a uma série de detalhes antes mesmo de demonstrar interesse por alguma rede.

É justamente para esclarecer esses detalhes e te dar mais algumas dicas valiosas nesse mercado, que nós preparamos esse artigo de como abrir uma franquia.

abrir franquia

Mas antes, como funciona uma franquia?

Antes de você saber como abrir uma franquia, pode ser necessário entender exatamente todos os termos e fatores desse tipo de negócio.

  • Franquia: é o negócio criado a partir de uma marca já existente com Know How e experiência no mercado.
  • Franqueadora: é a organização dona da marca da franquia que presta suporte aos novos franqueados.
  • Franqueado: é o empreendedor que opera uma das unidades da franquia após adquirir os direitos de gerenciar a marca.
  • COF (Circular de Oferta de Franquia): é o documento que contém todas as informações legais da franquia. Ele é apresentado ao interessado em se tornar um franqueado, durante o processo de seleção da franqueadora.
  • Taxa de Franquia: Taxa cobrada pela franqueadora para a aderência ao sistema de franquias. É paga uma única vez e nem todas as franqueadoras cobram.
  •  Royalties: Taxa mensal cobrada do franqueado pelo uso da marca e do suporte prestado pela franqueadora. Nem todas as marcas cobram.

Esses são os termos básicos que todo interessado em se tornar um franqueado precisa conhecer.

Segmento ao abrir uma franquia

Antes de entrar em contato com uma empresa para se tornar um franqueado, o primeiro passo é saber qual segmento mais te atrai. Isso é muito importante, porque é fato que um negócio tem mais chances de dar errado quando o empreendedor não está satisfeito com aquilo que faz.

Sendo assim, na hora de escolher o segmento no qual você deseja operar uma franquia, não se deixe levar apenas por aquilo que você acredita ser mais lucrativo.

Pesquise muito sobre o que faz cada categoria, quais as atividades de rotina e claro, tente encaixar a melhor, aquela que tem boas chances de dar certo, na região onde você pretende operar.

Atualmente, a ABF (Associação Brasileira de Franquias), faz a divisão dos segmentos de franquia em 11 categorias. São elas:

  • Casa e Construção;
  • Saúde, beleza e bem-estar;
  • Hotelaria e Turismo;
  • Serviços e Outros negócios;
  • Alimentação;
  • Comunicação, Informática e Eletrônicos;
  • Limpeza e Conservação;
  • Serviços Automotivos;
  • Entretenimento e Lazer;
  • Serviços Educacionais;
  • Moda.

Alguns exemplos de franquias por categoria são: a Multicoisas (casa e construção), Hering (moda), Subway (alimentação), entre muitas outras.

Então, pesquise cada um deles e analise com qual você tem mais afinidade. A partir daí, fica mais fácil encontrar a franqueadora certa para entrar em contato.

Pesquisando as opções de franqueadoras

Após decidir qual o melhor segmento para você, está na hora de buscar informações sobre as empresas que oferecem opção de franquia.

Para facilitar a vida de quem está buscando conhecer empresas franqueadoras, no site da ABF é possível realizar uma pesquisa pelas categorias citadas no tópico anterior.

Ali já costumam ter informações sobre valor inicial de investimento, além de alguns perfis oferecerem uma boa visão de qual o perfil do franqueado procurado pela empresa.

Contatando a empresa escolhida

Após escolher a empresa de interesse para ser franqueado é necessário realizar contato com a mesma. Para isso, a maioria oferece um formulário a ser preenchido no próprio site da marca.

Nos casos das marcas que não oferecem formulário, é necessário realizar o contato por meio de e-mail ou telefone.

Feito isso, é preciso aguardar o contato da marca para saber como e quando se inicia o processo seletivo de novos franqueados.

Processo Seletivo de novos franqueados

O processo seletivo para ser escolhido como franqueado, depende muito de cada empresa. Nenhuma seleção é completamente igual a outra.

Algumas marcas são mais exigentes na escolha de seus franqueados, outras menos. Contudo, quase todas elas seguem etapas semelhantes de: primeiro contato, apresentação do modelo de franquia da empresa, entrevistas, e em algum momento o recebimento da COF.

Após essas etapas, caso o empreendedor seja considerado apto para ser um novo franqueado, ocorrem as etapas de treinamento, construção de unidade (em casos de franquia física), e inauguração.

Perfil de franqueado para abrir uma franquia

O perfil do franqueado é algo muito importante para que uma franqueadora escolha um novo parceiro.

É através desse perfil que a empresa analisa se o interessado tem todo o necessário para gerenciar a marca da maneira correta. Especialmente, é muito avaliado a capacidade que o interessado tem de seguir regras e padrões, afinal de contas, uma franquia tem uma porção de regras de design, processos e atendimento que não podem ser modificadas de uma unidade para outra.

Investimento para abrir uma franquia

O valor de investimento inicial em uma franquia pode ser direcionado a vários objetivos, dependendo de cada empresa.

Algumas dividem o valor de investimento inicial entre instalações de loja, capital de giro, estoque (quando existe) e algumas já calculam a Taxa de Franquia nesse valor também.

Quando se entra em contato com uma franqueadora, é primordial saber tudo o que o valor de investimento inicial cobre. Para isso, fique completamente atento a COF para não ter surpresas após fechar o negócio.

Outra coisa a se saber é que nem todas as empresas oferecem a opção de financiamento do valor de investimento na franquia, exigindo que o empreendedor tenha em posse o montante total para o fechamento de negócio.

Como saber se vale a pena investir em uma franquia

Essa é uma pergunta difícil de responder, afinal de contas tudo ira depender dos objetivos e expectativas que o empreendedor terá com o negócio.

Contudo, para facilitar a solução para a pergunta, a dica é sempre realizar uma boa pesquisa de mercado na localidade em que se pretende abrir a franquia, antes mesmo de entrar em contato com a franqueadora.

Isso poderá clarear as possibilidades de lucro do negócio na região e se o mesmo tem futuro, evitando que o empreendedor acabe investindo em algo que possa dar prejuízo.

Veja também: Distribuidora de alimentos para supermercados – quais as melhores?

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário