Como abrir uma cafeteria – Investimento inicial, modelo de negócio e como começar

Ao abrir uma cafeteria o empreendedor precisa ter em mente que diversos fatores além do próprio café serão essenciais para o seu sucesso ou fracasso nos negócios.

O café é um dos produtos mais apreciados no mundo todo, e pesquisas recentes indicam que o consumo de café no Brasil deve aumentar nos próximos anos.

As cafeterias são locais onde as pessoas se encontram para apreciar um bom café acompanhado de uma bela fatia de torta, bolo ou pães. Elas povoam o imaginário de muitos clientes que veem nesse locais um ambiente tranquilo para marcar um encontro com amigos, ou até encontros de trabalho.

abrir cafeteria

Com tudo isso em mente, o empreendedor precisa entender que muito mais do que os produtos de consumo, uma cafeteria de sucesso precisa oferecer um ambiente agradável e estar bem localizada para encantar seus consumidores em todos os aspectos.

Assim como qualquer outro negócio, abrir uma cafeteria exige um amplo planejamento por parte do comerciante, e é justamente nessas etapas que nós iremos te ajudar com esse texto.

Tipos de Cafeteria

Apesar de um negócio, relativamente simples, as cafeterias não são todas iguais e o principal fator que as difere é o cardápio e serviços oferecidos.

  • Cafeteria convencional: oferece algumas opções de cafés diferentes, porém nem todos são feitos de grãos moídos na hora. Podem ter a maior parte de seus cafés feitos por máquinas de café expresso. Serve doces e salgados e costuma atender pessoas comuns, não exatamente amantes de café.
  • Cafeteria gourmet: bastante comuns hoje em dia, esse é um tipo de cafeteria mais exigente com o seu café que na maioria das vezes são feitos com grãos moídos na hora e as variações de cafés são preparadas manualmente pelos baristas. Costuma ser um tipo de negócio mais sofisticado, dessa forma, atende pessoas com grande apreciação por café de qualidade.
  • Café Colonial: Esse tipo de negócio é uma mistura entre cafeteria e confeitaria, pois nesse ambiente o café acaba não sendo a estrela da festa. Nesse modelo os clientes podem se servir a vontade dos diversos quitutes oferecidos pelo estabelecimento, e entre eles estão as variadas opções de café, que nem sempre precisam ser de blends complexos.

Ao abrir uma cafeteria pesquise seus concorrentes

A pesquisa de concorrência deve ser uma das primeiras preocupações do empreendedor que decide abrir uma cafeteria.

Se você já tem a região da cidade onde pretende montar o seu negócio, realiza uma ampla pesquisa de quem seriam os seus concorrentes, quais valores praticam, o que tem em seus cardápios e o tipo de público que atendem. Também saiba todo e qualquer serviço oferecido por eles.

E não cometa o erro de achar que apenas outras cafeterias são seus concorrentes. Como o negócio de venda de cafés é bastante comum, você pode colocar na sua lista de concorrentes:

  • lanchonetes comuns;
  • padarias;
  • restaurantes que oferecem serviço de café colonial (por exemplo)
  • Supermercado com lanchonetes próprias;
  • Entre outros.

A pesquisa de concorrência é uma estratégia importante para avaliar quais os serviços que o público gosta e não gosta. Dessa forma, fica mais fácil avaliar o que poderiam ser um ponto diferencial entre o seu estabelecimento e outros. As chances de oportunidades costumam aparecer após essa avaliação.

Localização do negócio

Como dissemos anteriormente, a localização é um dos pontos mais importantes no momento de abrir uma cafeteria.

As cafeterias são lugares frequentados por todo tipo de pessoa, por isso mesmo que o ideal é estar localizado em regiões com grande movimentação.

Locais que costumam ter bastante sucesso com a instalação de cafeterias são próximos a:

  • Centros Comerciais;
  • Universidades;
  • Escritórios;
  • Aeroportos;
  • Hospitais;
  • Avenidas com grande movimento;
  • Pontos turísticos;
  • Praças e parques.

Em relação ao imóvel onde o negócio será montado, o ideal é que ele conte com estacionamento próprio, ou fique próximo a estacionamentos. É interessante também que ele seja próximo a pontos do transporte coletivo.

Ambiente para abrir uma cafeteria

Esse é um ponto que nem todo empreendedor se preocupa, porém, é uma questão que precisa ser pensada e dedicada um bom planejamento.

O ambiente em que as pessoas vão para ter um momento de relaxamento apreciando um café ou comendo alguma coisa precisa ser totalmente agradável.

Dessa forma, é primordial se preocupar com o layout e decoração da sua loja. Todo mundo se sente mais empolgado para frequentar um local bem cuidado e bonito. E muito além do que o bem-estar dos seus clientes, você pode encontrar na decoração da loja um ponto chave da sua estratégia de marketing.

Veja bem, hoje em dia boa parte das pessoas sentem uma grande necessidade de postar suas vidas nas redes sociais e claro, sempre em ambientes bonitos. Sendo assim, que tal fazer com que a sua loja vire um local de “ambientes instagramáveis” onde as pessoas vão, também, para tirar fotos e publicar?

Além de satisfazer os clientes, você também ganha o que chamamos de “mídia espontânea” que basicamente é, ter seu negócio sendo divulgado sem precisar pagar por isso. Fica a dica!

Então, capriche da decoração do seu local. Tenha atenção a quem será o seu principal público e tente criar um ambiente onde ele se sintam perfeitamente confortável.

Cardápio para abrir uma cafeteria

Chegamos ao principal do negócio que é o cardápio, afinal, de nada adianta seguir todas as nossas dicas se o seu cardápio deixar a deseja, certo?

Pois bem, sendo uma cafeteria, independente do modelo que você escolha abrir, os seus produtos precisam ter qualidade e diversidade para atender seus clientes.

O principal , sem dúvidas, deve ser o seu cardápio de cafés. Eles devem ser diferentes, independente se feitos de forma manual ou na máquina, eles precisam contar com um diferencial único.

Outra parte do cardápio de uma cafeteria é composto pelos alimentos que irão acompanhar as xícaras que você irá servir. Invista na produção de um bom número de bolos, tortas e salgados de fácil agrado ao paladar.

Nos casos das Cafeterias Gourmets, é importante investir também em sabores diferentes que harmonizem bem com os cafés sofisticados servidos. Sendo assim, não tenha medo de experimentar receitas e fazer testes com a sua equipe antes de oferecer os alimentos aos clientes.

Lembrando que nos casos de Cafeterias Goumets, o ideal é que você e a maior parte da sua equipe, invistam em um bom curso de barista para, justamente, entender sobre café e suas harmonizações.

Outro ponto principal da construção do seu cardápio tem a ver com a escolha de fornecedores, afinal de contas eles serão os principais responsáveis pela qualidade dos seus produtos.

Se quiser algumas dicas, leia o nosso artigo sobre melhores fornecedores de café para restaurantes e lanchonetes e também o artigo sobre como encontrar bons fornecedores.

Equipamentos básicos de uma cafeteria

Em relação ao maquinário necessário para abrir uma cafeteria, os indispensáveis são:

  • Máquina de Café;
  • Moedor de Café;
  • Freezer;
  • Geladeira;
  • Balcão de atendimento com vitrine quente;
  • Forno;
  • Fogão;
  • Micro-ondas;
  • Entre outros;

Investimento para abrir uma cafeteria

Agora que você já conhece os principais pontos para abrir uma cafeteria, vamos pensar no investimento.

Investimento em um negócio é sempre uma coisa relativa, afinal o montante depende de vários fatores como aluguel do espaço, compra de móveis e equipamentos, funcionários, fornecedores, enfim. São muitos detalhes, por isso acaba sendo difícil falar em valores.

No entanto, segundo dados do Sebrae, é possível abrir uma cafeteria de pequeno porte com um investimento mínimo de R$12 mil.

Em relação à lucratividade, isso também irá depender do porte do seu negócio e de outros fatores como modelo, porte e outros, por isso, não é possível deduzir um valor confiável.

Lembrando que, para o empreendedor que gostaria de abrir uma cafeteria, porém, não gostaria de iniciar um negócio do zero, as franquias de cafeteria são sempre uma opção 😉

Veja também: Como revender Racco – Lucros, Investimento inicial e Cadastro

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário