Como abrir uma adega – Investimento e dicas para começar

Quer abrir uma adega, mas não sabe por onde começar? Nesse artigo nós vamos te dar as principais dicas para montar a sua revenda de vinhos e bebidas especiais e ter sucesso.

Para quem não está muito familiarizado, adegas são estabelecimentos que tem como carro chefe a venda de vinhos. No entanto, essas não são as únicas bebidas comercializadas nesses locais.

É claro que, diferente de uma distribuidora comum de bebidas, adegas costumam ter opções de bebidas mais diversificadas e até mesmo, mais sofisticadas a depender do público que se pretende atingir. São comuns de serem encontrados opções de cervejas, destilados e, claro, vinhos importados nas adegas, o que pode ser mais difícil de se encontrar em uma distribuidora.

Publicidade

Ainda que a paixão nacional seja a cerveja e o chopp, nos últimos anos os vinhos vêm ganhando cada vez mais espaço na vida dos brasileiros. Com isso, diversas “adegas modernas” surgem nos centros da cidade e arrastam grupos de pessoas que muito mais do que simplesmente comprar um bom vinho, desejam apreciar a bebida no local junto aos amigos ou família.



Veja a seguir tudo o que você precisa saber para abrir uma adega.

Veja também

Planejamento para abrir uma adega

abrir uma adega

O primeiro passo para a abertura de uma adega, e de qualquer negócio, é o planejamento. Para isso, o mais indicado é que o empreendedor elabora um bom Plano de Negócio que nada mais é que um documento com especificações de cada área da empresa.

Publicidade


Publicidade


No caso de uma adega, é onde o empreendedor deve planejar quais serão os produtos e serviços oferecidos, seu público-alvo, a localização, o capital para investimento, entre outras coisas.

Basicamente, é o que você irá aprender no decorrer deste texto.

Publicidade

Localização

Uma das principais preocupações do empreendedor deve ser em relação à localização da sua adega.

Publicidade

Para definir esse ponto, é preciso que o empreendedor saiba exatamente quem é o seu público-alvo, afinal de contas, a ideia é estar localizado onde os seus clientes tenham fácil acesso.

Dessa forma, faça uma boa pesquisa no bairro onde pretende se instalar para saber se seus potenciais consumidores estão ali. Caso sim, é hora de se preocupar com outras coisas, como se o ponto escolhido fica próximo a locais de grande movimentação e se fica bem visível.

A estrutura também precisa estar de acordo com as necessidades de uma local para armazenamento de bebidas. No caso, observe bem se o local não possui partes de infiltração, ou com grande vazão para umidade. Lembre-se que vinhos precisam ser arrefecidos em local seco, em temperatura ambiente e longe da luz direta do sol.

Serviços de uma adega

Antes de falar de fornecedores, vamos falar do tipo de adega que você pretende abrir.

Antigamente, as adegas eram apenas estabelecimentos de vendas, ou seja, onde o cliente chegava, escolhia o que queria e levava embora. Essa ainda é uma ótima opção de negócio, ideal para quem pretende abrir um negócio em espaços menores. No entanto, não é a única.

Atualmente, algumas adegas ganharam quase uma cara de “Pub”, ou seja, o local onde as pessoas se encontram para sentar e apreciar uma boa bebida. Quase como um bar mais intimista.

Se essa for a sua ideia, não esqueça que o estabelecimento escolhido precisa ser maior para comportar a estrutura de mesas e cadeiras, entre outros possíveis móveis.

Ambos os modelos podem (e devem) oferecer serviço de sommelier, que é o profissional com conhecimento para fazer indicações de bebidas. Também é possível organizar degustações e outros pequenos eventos que possam fazer com que mais pessoas conheçam o seu negócio.

Publicidade

Fornecedores

Os produtos de uma adega são a parte mais importante do negócio, pois devem ter boa variedade e atender aquilo que o cliente deseja. Para isso, é importante que o empreendedor conte com parceria de bons fornecedores, não apenas de vinhos, mas de outros tipos de bebidas também.

O ideal é que o empresário faça contato com boas vinícolas e negocie direto com os fabricantes (quando falamos de bebidas nacionais). Já as importadas devem ser compradas com fornecedores sérios e que contem com notas de autenticação da originalidade das bebidas vendidas.

Publicidade

Faça uma ampla pesquisa antes de escolher os seus parceiros. Analise valores, prazos de entrega e benefícios que cada fornecedor possa oferecer.

Equipamentos para abrir uma adega

Alguns equipamentos são essenciais na montagem de uma adega. Entre eles, talvez o mais importante seja o equipamento de climatização para o armazenamento dos vinhos.

Vinhos são bebidas um tanto sensíveis ao clima e que se armazenados da forma errada podem estragar em pouco tempo. Sendo assim, o ideal é mantê-los em áreas climatizadas a depender da necessidade de cada um.

Para além da climatização também serão necessários:

  • Estantes para exposição na área de vendas;
  • Balcão de atendimento;
  • Caixa registradora;
  • Máquinas de cartão;
  • Computador;
  • Impressora Fiscal;
  • Software de controle de estoque;
  • Saca-rolhas;
  • Taças;
  • Decantadores;
  • Entre outros.

Formalização para abrir uma adega

É importante que assim que decida abrir uma adega, o empreendedor busque o auxílio de um contador para iniciar o processo de abertura legal da empresa.

É bom saber que, pelo fato de negócios com vendas de bebidas exigirem um controle específico de alíquotas e outras burocracias, esse tipo de negócio precisa dos serviços de um profissional de contabilidade. Sendo assim, isso é mais uma coisa a se considerar no momento de fazer o orçamento do seu negócio.

Mas, voltando a etapa de abertura formal, o contador será responsável pela:

Publicidade

  • Abertura do CNPJ da empresa;
  • Registros na Junta Comercial do Estado e na Secretaria Estadual da Fazenda;
  • Conseguir alvará junto a prefeitura;
  • Entre outras documentações.

Investimento

Falar de investimentos é uma coisa muito relativa, afinal, cada região do país tem seus próprios custos com aluguéis de pontos comerciais, e a depender do tipo de adega, os custos também são alterados.

Apesar disso, segundo o Sebrae, é necessário um investimento por volta de R$ 33 mil para a abertura de uma adega de médio porte.

Claro que isso é relativo, e pode ser que o empreendedor gaste menos ou mais que isso. O ideal é realizar um levantamento de todo o necessário para a abertura do negócio, para só então ter plena noção de qual o capital necessário.

Publicidade

Veja também: Como vender uma loja montada – Dicas para venda de pontos comerciais

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Deixe seu comentário